Pinto da Costa: "Não sei se estamos melhores ou piores"

Pinto da Costa não vê grandes diferenças entre Sporting e Benfica e avisa que todos vão perder pontos

O presidente do FC Porto disse hoje estar convicto de que o clube irá ter uma época de sucesso, porque sente um "ambiente e vontade" transversal a todas as modalidades, "como já não via há muito tempo".

Pinto da Costa, que falava à margem da visita à exposição dedicada aos 86 anos do andebol do clube, no museu 'azul e branco', acredita no sucesso em todas as frentes e defendeu que em todas as modalidades "há jogadores à Porto".

Questionado sobre a 'aula' dada pelo treinador de futebol no final do jogo com o Arouca, Pinto da Costa disse que "Nuno Espírito Santo não tem jeito para desenho", mas realçou que "o importante foi ele ter realçado a ideia do que é ser FC Porto".

O presidente portista disse ainda que não está preocupado com as 'guerras' entre os clubes rivais, mas apenas concentrado em voltar a colocar o FC Porto em 1.º lugar, dado que é um clube "que não está habituado a estar sem conquistar títulos".

"Não consigo apontar nenhum mais forte do que os outros, até porque, sinceramente, não tenho visto os outros jogos além dos do FC Porto. Não tenho uma opinião formada sobre qual dos nossos adversários está mais forte. Acho que o FC Porto está bem, está a subir e tem um plantel forte, com alternativas. Estamos num bom momento, mas não sei se estamos melhores ou piores do que os outros", analisou.

Pinto da Costa considerou que a equipa de futebol dos 'dragões' "está num bom momento", caracterizado pelo "espírito de entrega e solidariedade" entre os seus jogadores, e perto do que o clube pretende e do que ele próprio deseja.

Em relação ao campeonato, Pinto da Costa considerou que ainda está no início e que as pessoas estão habituadas a que os clubes ditos grandes têm que ganhar todos os jogos, mas esse tempo já acabou, pois todos ainda vão perder pontos.

O líder dos 'dragões' recordou que ainda recentemente o FC Porto foi campeão sem derrotas, mas essa é uma realidade que já não existe no futebol contemporâneo, em que o normal é as equipas perderem pontos e às vezes onde menos esperam.

"O campeão vai ser o clube que for mais regular e lutar todos os jogos por vencer os três pontos", considerou Pinto da Costa, recordando que é esta a postura da máxima 'Somos Porto', enraizada no clube pelo atual treinador ainda como jogador, Nuno Espírito Santo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.