"Fui expulso frente ao FC Porto e depois fui jantar com os meus ex-colegas"

Jorge Andrade defende Aboubakar e esclarece que só em dezembro se perceberá se o plantel portista chega para as encomendas

Vincent Aboubakar não defrontou o Besiktas por estar castigado, mas acabou por ser um dos protagonistas do jogo da Liga dos Campeões entre a equipa que representou na época passada e o FC Porto, que terminou com a vitória dos turcos por 3-1. Num vídeo difundido após o final do encontro, vê-se o camaronês alegremente no balneário do Besiktas a confraternizar com os seus antigos colegas, em especial com o holandês Ryan Babel, autor do terceiro golo dos turcos no Dragão.

Ao DN, Jorge Andrade, ex-central portista, desdramatiza a situação dando o exemplo de uma experiência que viveu. "Eu joguei contra o FC Porto pelo Deportivo, na meia-final da Liga dos Campeões [2003-04], fui expulso e no final do jogo fui jantar com os meus antigos colegas do FC Porto. Tem é de haver profissionalismo e o Aboubakar tem sido profissional. No FC Porto não estão habituados a muitos sorrisos quando se perde, mas espero que não se crie polémica com isto. Isso seria colocar a culpa de um resultado num jogador que nem jogou", apelou ao DN o antigo internacional português.

Babel, entretanto, colocou uma mensagem nas redes sociais a lembrar que Aboubakar foi só cumprimentar os ex-colegas: "Ele estava a rir-se e estava feliz apenar por nos ver. É estúpido pensar que pudesse festejar a derrota do FC Porto."

Prova dos nove

Centrando a questão na exibição do FC Porto e nas críticas recorrentes às poucas opções no plantel como, por exemplo, apenas três jogadores para a posição de central e de avançado, Jorge Andrade diz que é prematuro estar a fazer um diagnóstico.

"Essa questão vai ver-se mais à frente. Agora ainda não existem lesões ou castigos. Mais para a frente veremos. Para já vai chegar, em dezembro será a prova dos nove", explicou o defesa formado no Estrela da Amadora, que entende o facto de Rui Pedro ter sido emprestado quando podia ser uma alternativa a Soares, Aboubakar e Marega: "Isso tem que ver com a progressão do Rui Pedro pois com os outros três avançados ele teria poucas possibilidades de jogar e assim continua em atividade na I Liga. Se demonstrar o que se espera pode inclusivamente ser resgatado em dezembro. É um jogador muito interessante, de muito valor, e o Sérgio Conceição sabe disso mas com Aboubakar, Soares e Marega ia ficar um pouco tapado."

Amanhã, o FC Porto enfrenta o Rio Ave, a única equipa que, até ao momento, roubou pontos aos grandes, no caso ao Benfica. Jorge Andrade não antevê facilidades, mas não considera que será pela vertente física que os dragões vão deixar de conseguir o triunfo. "Vai ser um jogo complicado diante da única equipa que roubou pontos aos grandes. E o FC Porto vai ter poucos dias de descanso, mas estamos na fase inicial da época e vão entrar jogadores que não jogaram com o Besiktas. O Aboubakar estará fresco e o Sérgio Conceição poderá colocar mais um outro jogador no onze como o Layún ou o Maxi. A frescura, ou falta dela, ainda não é uma preocupação. Lá mais para a frente será pior, por isso é que falava de dezembro", salienta o futebolista que no estrangeiro representou o Deportivo e a Juventus.

Se a componente física não é uma ameaça, Jorge Andrade também não espera que mentalmente os jogadores portistas fiquem perturbados por terem sofrido a primeira derrota e os primeiros golos na época. "O FC Porto não vai abanar, porque estamos a falar de competições completamente diferentes. E depois é preciso dizer que o Besiktas apresentou uma equipa de gala, muitos dos seus jogadores poderiam jogar em qualquer um dos grandes de Portugal. Mas são competições diferentes, os jogadores não se preocupam com isso porque sabem que podem corrigir no encontro seguinte", opinou, antes de deixar uma mensagem após o desaire caseiro na Champions diante dos turcos: "Sinceramente neste último jogo acho que houve mais mérito do Besiktas do que demérito do FC Porto, mas o FC Porto continua com legítimas aspirações em qualificar-se para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Precisa de ganhar jogos fora e esperar para ver como vai ser este grupo."

Ler mais

Exclusivos