FC Porto sofre a sua maior derrota de sempre na Liga dos Campeões

Primeira parte demolidora do Bayern "arrumou" o FC Porto em 40 minutos, com 5-0 ao intervalo. Jackson Martínez ainda procurou o "milagre", mas os dragões não conseguiram evitar a sua maior derrota europeia.

E no final ganharam os alemães. O FC Porto não conseguiu contrariar o evidente e superior poderio do Bayern Munique e está fora da Liga dos Campeões, após ter sofrido a sua maior derrota de sempre na competição: 6-1, resultado só com iguais números na Taça dos Campeões Europeus, em 1978, em casa do AEK Atenas. "Bastou", à equipa de Guardiola, exibir-se de forma demolidora e imparável na primeira parte para dar a volta aos 3-1 sofridos no Dragão.

O FC Porto não conseguiu uma única jogada, ataque ou sequer tentativa de remate dignas de registo durante os primeiros 45 minutos. Com Diego Reyes "inventado" como lateral direito (aos 33' deu lugar a Ricardo, com Lopetegui a reconhecer a aposta falhada), a equipa portista foi incapaz de responder ao "massacre" do Bayern, que foi superior ao adversário em todos os capítulos, dando uma forte resposta às críticas pela derrota na primeira mão.

Após Lewandowski ter atirado ao poste (10'), Thiago Alcántara começou, de cabeça (14'), a aproveitar a desastrada noite de Maicon, Iván Marcano, Casemiro e companhia. Na sequência de um canto, e novamente através do jogo aéreo, Boateng virou a eliminatória aos 22 minutos. E voltou a ser de cabeça, aos 27', que Lewandowski faturou para o Bayern, finalizando uma jogada que parecia saída de um "best of" de futebol de praia.

O FC Porto "pedia" o intervalo, mas ainda sofreu mais dois golos. Aos 36', Müller contou com o desvio de Indi e a incapacidade de reação de Fabiano para fazer o 4-0, pouco antes de Lewandowski descobrir, na grande área, o caminho para a mão cheia de golos. Lopetegui, ao intervalo, trocou Quaresma por Rúben Neves, o Bayern tirou o pé do acelerador e o FC Porto conseguiu, por fim, dar alguma cor à sua exibição.

Aos 73', Jackson Martínez fez, de cabeça e após cruzamento de Herrera, o seu 7.º golo da época na Champions, 12.º no historial da prova, igualando os 12 golos que Madjer fez pelo FC Porto na Liga milionária. E aos 77' o colombiano ficou a milímetros de bisar e de deixar os dragões a um golo do apuramento, mas apesar da tentativa de resposta do FC Porto a expulsão de Marcano e o livre letal de Xabi Alonso (87') colocaram um ponto final na eliminatória. O Bayern segue, juntamente com o Barcelona (agregado de 5-1 ao PSG), para as meias-finais, fase que o FC Porto não conseguiu alcançar pela 4.ª vez na sua história. Domingo há "jogo do título" na Luz, frente ao Benfica, na 30.ª jornada da I Liga.

Filme do jogo:

90+3' Final do jogo!

90+1' Fabiano evita o 7-1! Lewandowski não conseguiu bater o brasileiro, com um remate à queima roupa, e Weiser também falhou na recarga.

90' Três minutos de compensação...

90' Substituição no Bayern. Saiu Thiago e entrou Dante.

89' Lopetegui é expulso, por aparentes protestos.

89' O FC Porto iguala, com estes números, a maior derrota de sempre nas competições europeias: os 6-1 sofridos em Atenas em 1978/79.

88' GOLO DO BAYERN MUNIQUE! XABI ALONSO FAZ O 6-1! Pontapé livre do espanhol e ponto final na eliminatória. O

87' Iván Marcano é expulso! O central espanhol termina, assim, a pior exibição desde que ingressou no FC Porto, com uma falta sobre Thiago que lhe valeu o segundo cartão amarelo.

86' Substituição no Bayern. Saiu Götze e entrou Weiser.

86' Cruzamento largo de Marcano, para a tentativa de remate de Jackson Martínez, mas o ponta-de-lança acerta mal na bola.

84' Jackson demora a desembaraçar-se e perde a bola na grande área. O colombiano parece esgotado fisicamente.

83' Óliver tentava desmarcar Ricardo, mas Neuer foi mais rápido.

82' O FC Porto terminou a primeira parte com 36% de posse de bola. Agora tem 46%.

80' Jackson Martínez a "empurrar" a sua equipa para a frente. O FC Porto ainda luta em Munique.

79' Remate perigosíssimo de Lewandowski, a passar muito perto do alvo.

78' Guardiola irritado com o que vê. O Bayern começa, finalmente, a demonstrar alguma fadiga pelo que fez na primeira parte.

77' Jackson quase marcava! O colombiano aguentou a marcação, entrou na grande área e rematou cruzado, a rasar o poste. Se esta entrava, o FC Porto ficaria a um golo do apuramento.

75' O FC Porto já dá outra cor à eliminatória, apesar de estar a jogar sem extremos de raiz e de não ter lançado nenhuma opção de ataque na partida (Quintero, Hernâni e Aboubakar ficaram no banco).

74' Jackson Martínez fez o seu 12.º golo na Liga dos Campeões, o sétimo nesta temporada. Igualou os 12 golos de Madjer pelo FC Porto na Champions.

73' GOLO DO FC PORTO! JACKSON MARTÍNEZ FAZ O 5-1! E o FC Porto marca no seu primeiro remate. Boa jogada de entendimento dos dragões, com um cruzamento preciso de Herrera para um desvio de cabeça certeiro de Jackson.

72' Substituição no Bayern. Saiu Rafinha e entrou Rode.

71' Cartão amarelo para Iván Marcano, após perder a bola e agarrar Müller.

70' Jackson não encontra espaço para o remate, após bom lance ofensivo dos dragões.

69' Herrera esboça a primeira tentativa de remate do FC Porto, mas saiu desenquadrado e Ricardo não conseguiu recuperar a bola junto à linha.

67' Substituição no FC Porto. Saiu Brahimi e entrou Evandro. Lopetegui retirou os dois extremos.

66' Evandro será a última aposta de Lopetegui.

65' Cartão amarelo para Ricardo, por derrubar Bernat.

64' Cabeceamento de Badstuber, ao lado do alvo. Foi o 16.º remate do Bayern, contra zero do FC Porto.

63' Corte arriscado de Maicon, mas necessário, após cruzamento perigoso de Müller.

62' Götze deixa escapar a bola, na grande área, após "lance estudado" do Bayern.

61' Bernat encontra espaço para o remate e ganha pontapé de canto, o terceiro para o Bayern e quarto da partida.

59' O FC Porto tem chegado algumas vezes perto da grande área, mas ainda não rematou nenhuma vez.

57' Livre perigoso de Xabi Alonso, a passar perto do alvo.

56' FC Porto bem melhor após o intervalo, apesar da reviravolta ser quase uma utopia.

55' Herrera falha no último passe, após boa combinação ofensiva do FC Porto, a melhor da partida.

54' Ricardo ganha e alinha e cruza para a grande área, mas a defesa do Bayern ganhou o lance.

52' Melhor momento do FC Porto na partida: mantém o Bayern longe da sua grande área e pressionar no meio-campo adversário.

51' Maicon, lançado por Ricardo, entra na grande área e tenta cruzar, mas deixa escapar a bola.

48' Martins Indi joga mais adiantado no corredor. Os dragões ainda procuram o golo, embora precisem de três para se apurar.

46' Quase o 6-0. Decorridos 20 segundos da segunda parte, Götze remata na grande área, um pouco ao lado do alvo.

46' Início da segunda parte! Bola para o Bayern.

- Substituição no FC Porto. Saiu Ricardo Quaresma e entrou Rúben Neves.

Estatísticas da primeira parte:

Posse de bola: Bayern, 64%; FC Porto, 36%.

Ataques: Bayern, 35; FC Porto, 6.

Remates (à baliza): Bayern, 11 (8); FC Porto, 0 (0).

Cantos: Bayern, 2; FC Porto, 1.

45+2' Intervalo em Munique. O FC Porto perde por 5-0 ao intervalo e está a perder por 6-3 no total da eliminatória dos quartos-de-final da Liga dos Campeões.

45' Dois minutos de compensação...

45' Defesa de Fabiano, após remate forte de Lahm.

44' Cruzamento de qualquer forma de Quaresma, sem perigo. O FC Porto teria que marcar três golos se apurar. A partida "diz" que o mais provável é surgir o 6-0.

42' Cartão amarelo para Badstuber, por falta sobre Quaresma.

41' O FC Porto já igualou a sua maior derrota europeia de sempre na Liga dos Campeões: 5-0 ante o Arsenal, em 2010.

40' GOLO DO BAYERN MUNIQUE! LEWANDOWSKI FAZ O 5-0! O FC Porto quase já só espera que o pesadelo terminea. O polaco, na grande área, encontrou espaço para o remate e bateu Fabiano.

39' Neuer tem sido um espectador na baliza do Bayern. Desalento total na equipa portista.

38' Cartão amarelo para Jackson Martínez, num lance em que o árbitro diz que o colombiano tentou simular uma falta.

36' GOLO DO BAYERN MUNIQUE! THOMAS MÜLLER FAZ O 4-0! Remate de longe do avançado, que sofre um desvio em Indi, mas Fabiano é muito mal batido no lance. O FC Porto não demonstra ter a menor hipótese de evitar o "adeus" à Champions, por números que arriscam ser bem mais pesados.

34' Cartão amarelo para Herrera, por uma série sucessiva de faltas.

33' Substituição no FC Porto. Saiu Diego Reyes e entrou Ricardo Pereira. Opção completamente falhada de Julen Lopetegui.

32' O Bayern parece, finalmente e pela primeira vez, baixar um pouco a intensidade de jogo. Foi uma meia hora "infernal" por parte da equipa de Guardiola.

31' Lopetegui chama Ricardo.

30' Jackson ganha o primeiro canto para o FC Porto, sem perigo para o Bayern.

29' O FC Porto precisa de um golo para empatar a eliminatória. Lopetegui pede calma e concentração aos seus jogadores.

27' GOLO DO BAYERN MUNIQUE! LEWANDOWSKI FAZ O 3-0! Tudo fácil para o Bayern. Cruzamento de Müller e desvio de cabeça de Lewandowski, que Fabiano não conseguiu segurar. Por este andar, o 4-0 não demorará muito, tamanha que tem sido a superioridade do Bayern.

25' Nem se pode dizer que o FC Porto esteja a jogar mal: o Bayern é que não tem dado hipóteses e não cede um milímetro de terreno. Excelente exibição da equipa de Guardiola.

24' O Bayern continua "em cima" do FC Porto, procurando rapidamente o 3-0.

22' GOLO DO BAYERN MUNIQUE! BOATENG FAZ O 2-0! Está feita a reviravolta na eliminatória. Na sequência de uma bola parada, Boateng, perante a fraca oposição de Casemiro, cabeceou com pouca força, mas foi o suficiente para a bola entrar.

22' Bayern ganha o primeiro pontapé de canto da partida. O FC Porto pode, nas bolas paradas, aproveitar a vantagem de estar com quatro centrais, além de Casemiro, em campo.

21' Defesa de Fabiano, após remate de Müller, que joga bem perto de Lewandowski no ataque. O Bayern estrutura-se em 4x4x2.

20' FC Porto ganha, pela primeira vez, metros no terreno, numa bola saída de bola, mas acaba por perder o lance pela linha de fundo.

19' Brahimi à procura de mudar as coisas, em lance individual, mas é desarmado.

17' Bayern chega aos 15 ataques, contra um do FC Porto, que ainda não teve nenhuma possibilidade para rematar. O Bayern já o fez cinco vezes, uma certeira.

15' Se o Bayern fizer mais um golo, vira a eliminatória.

14' GOLO DO BAYERN MUNIQUE! THIAGO ALCÁNTARA FAZ O 1-0! Cruzamento de Götze e desvio de cabeça de Thiago, ao ganhar a frente do lance a Maicon. O Bayern capitaliza uma entrada demolidora na partida.

14' O Bayern "empurra" o FC Porto para perto da sua grande área, apesar da intenção portista de procurar saídas para o ataque.

13' Brahimi coloca a bola na grande área, mas Jackson não estava lá para finalizar.

12' Bayern começa com 11 ataques e 71% de posse de bola. O FC Porto ainda só passou uma vez do meio-campo e procura defender bem.

10' Bayern não marca por milagre! Lewandowski, solto de marcação, desmarcou Müller e o alemão atirou para defesa de Fabiano; Lewandowski foi à recarga e acertou no ferro!

8' FC Porto tenta sustentar a pressão inicial do Bayern, que joga no meio-campo adversário.

7' Reyes a acusar a inexperiência, ao "varrer" Götze numa entrada passível de admoestação.

5' Bayern "instalado" no meio-campo do FC Porto.

4' Lewandowski chuta contra Maicon, à entrada da grande área, após um lançamento em profundidade para as costas da defesa do FC Porto, que tenta pressionar alto.

3' Cabeceamento de Lewandowski, sem perigo para Fabiano. Algum nervosismo por parte do FC Porto nos minutos iniciais.

3' FC Porto tenta sair para o contra-ataque, mas Quaresma não chega ao passe de Herrera.

2' Diego Reyes e Martins Indi ocupam as vagas de Danilo e Alex Sandro, respetivamente. Em relação ao jogo no Dragão, Guardiola só troca um central, Dante por Badstuber.

1' O inglês Martin Atkinson apita para o início do jogo! Bola para o FC Porto.

BAYERN MUNIQUE: Manuel Neuer; Rafinha, Boateng, Badstuber, Bernat; Philipp Lahm, Xabi Alonso, Thiago Alcántara; Thomas Müller, Mario Götze e Lewandowski. Suplentes: Pepe Reina, Dante, Gaudino, Sebastian Rode, Weiser, Bastian Schweinsteiger e Pizarro.

FC PORTO: Fabiano; Maicon, Diego Reyes, Iván Marcano, Bruno Martins Indi; Casemiro, Héctor Herrera, Óliver Torres; Ricardo Quaresma, Yacine Brahimi e Jackson Martínez. Suplentes: Helton, Ricardo Pereira, Rúben Neves, Evandro, Juan Quintero, Hernâni e Vincent Aboubakar.

O FC Porto discute, nesta terça-feira (19.45), o acesso às meias-finais da Champions, pela quarta vez na sua história. Os dragões vão defrontar o Bayern, em Munique, uma semana após terem contrariado o favoritismo alemão e vencido por 3-1 na primeira mão, na Invicta. Um triunfo que deixou portistas e demais a acreditar num apuramento contra as expetativas mais dominantes, mas para tal a equipa de Lopetegui terá que ultrapassar aqueles que se esperam ser os 90 minutos mais exigentes da temporada.

Danilo e Alex Sandro, castigados, e Cristian Tello, lesionado, são baixas de vulto para Lopetegui. Entre o "onze" mais utilizado pelo Bayern, Guardiola só não poderá contar com David Alaba e Arjen Robben, mas o boletim clínico dos alemães estende-se às segundas linhas. Benatia, Javi Martínez e Starke estão lesionados, enquanto Schweisnteiger, clinicamente apto, e Ribéry serão dúvidas até à hora do jogo.

O FC Porto regressa à cidade onde, há 15 anos, falhou à tangente o acesso às meias-finais da Liga dos Campeões. Na altura, Jardel tinha feito, no minuto 90, o golo que deixava a eliminatória à entrada do prolongamento (1-1 nas Antas e 1-1 no Olympiastadion), mas no pouco tempo que restava Thomas Linke aplicou um "golpe de teatro" e eliminou a equipa então treinada por Fernando Santos. Mas uma derrota tangencial, desta vez, serve ao FC Porto, que só será eliminado se perder por 2-0 ou por três ou mais golos (o 3-1 dará lugar a prolongamento e, se necessário, penáltis).

Bayern nunca "virou", FC Porto só falhou uma em doze

No histórico das competições europeias, só 22% das equipas conseguiram qualificar-se após perderem por 3-1 jogando a primeira mão fora de casa. Mas no caso do Bayern, a tarefa é ainda mais complicada historicamente.

Em quatro tentativas, os bávaros nunca conseguiram recuperar de uma desvantagem de dois golos sofrida em eliminatórias da UEFA. O FC Porto, por sua vez, só por uma vez desperdiçou uma vantagem de dois golos nas provas europeias, em 12 eliminatórias nestes moldes.

Aconteceu pouco antes de Pinto da Costa assumir a presidência do clube, na Taça UEFA 1980/81. Os portistas venceram o Grasshopper, por 2-0, nas Antas, mas depois caíram na Suíça, fruto de um penálti quase no final do prolongamento, que ditou o 3-0.

Note-se, ainda, que o Bayern nunca perdeu em casa com equipas portuguesas, tendo um saldo de oito vitórias, dois empates, 31 golos marcados e oito sofridos. O FC Porto, em 1991 (1-1), e o Sporting, em 2006 (0-0), foram as únicas equipas a "sobreviver" em Munique.

O FC Porto vai jogar pela 14.ª vez em terras germânicas e só perdeu três vezes. Apenas os números de uma dessas derrotas eliminariam o FC Porto em Munique: os 5-0 sofridos frente ao Hannover, na longínqua temporada 1965/66, na Taça das Cidades com Feira, prova que não é reconhecida pela UEFA como oficial.

Jackson e Quaresma para a história

Marcar em Munique será um desafio para o FC Porto. O Bayern, a jogar em casa, em 14 jogos na Bundesliga sofreu apenas seis golos e marcou 43 (o FC Porto, na I Liga, soma 37-3 no Dragão). Mas na Liga dos Campeões o Bayern ainda não sofreu golos na Allianz Arena, apresentando um registo de quatro vitórias "limpas", com 13 golos marcados.

Curiosamente, vão defrontar-se os dois melhores ataques da Champions: FC Porto e Bayern têm 24 golos cada. E para ampliar esse registo, Ricardo Quaresma e Jackson Martínez correm por proezas individuais.

Com o "bis" na primeira mão, Quaresma tornou-se no 16.º jogador luso a fazer sete golos na principal prova da UEFA, igualando os compatriotas Rui Águas, Joaquim Santana e Nuno Gomes. Agora, está a apenas um golo de igualar António Simões e Fernando Gomes, este último o melhor marcador da história do FC Porto e campeão europeu em 1987.

Em relação ao histórico de goleadores do FC Porto, Quaresma igualou Hulk e Deco e está a um remate certeiro de Zahovic e do campeão europeu Benni McCarthy. Mário Jardel lidera a lista, com 19 golos, à frente de Lisandro López e Lucho González, com 13, e Rabah Madjer, com 12. Jackson Martínez tem 11 golos e terá, em Munique, a oportunidade de ampliar o registo e de, pelo menos, igualar o ex-astro argelino, um nome (mais concretamente um calcanhar) de má memória para o Bayern.

A Liga dos (muitos) milhões

O FC Porto não joga apenas pelo prestígio europeu e por um lugar entre os quatro melhores da Europa. Financeiramente, a equipa portista já tem lucrado - e muito - na Champions. Desde o início do "play-off", a SAD do FC Porto já encaixou 23,1 milhões de euros, sendo a equipa que mais dinheiro soma em prémios de jogo em 2014/15, além de estar invicta ao fim de 11 jogos.

Se superar o Bayern, o FC Porto encaixará 4,9 milhões de euros, elevando para 28 milhões os ganhos só com resultados. A estas verbas haverá a somar as receitas de "market pool", que incluem as receitas de transmissão televisiva, bem como os ganhos com bilheteira - no jogo da primeira mão, o FC Porto encaixou cerca de um milhão de euros na venda de bilhetes.

O FC Porto tem, ainda, aproveitado a "montra" milionária para também valorizar e "promover" jogadores - o Real Madrid já fechou a compra de Danilo, por 31,5 milhões de euros, após o lateral se ter destacado na Champions, e nomes como Alex Sandro, Herrera, Brahimi ou Jackson Martínez também tentarão aproveitar os "holofotes" europeus.