Dragões rejeitaram 30 milhões por James Rodríguez

Manchester United, há muito interessado no colombiano, terá apresentado 30 milhões de euros aos dirigentes portistas, mas a resposta foi negativa.

O FC Porto rejeitou uma proposta de 30 milhões de euros para a venda do colombiano James Rodríguez, segundo avança o portal italiano CalcioNews24.

Segundo a publicação, os dirigentes portistas rejeitaram, de imediato, o valor oferecido pelos red devils, que "seguem" James Rodríguez desde 2011.

O colombiano tem contrato com o FC Porto até 2016, uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros e já foi visto por observadores do Manchester United em mais de dez jogos nesta época.

O FC Porto, recorde-se, readquiriu a totalidade do passe de James Rodríguez a 1 de fevereiro, tendo pago 8,75 milhões de euros por mais 35% dos direitos económicos. O facto de já não ter o passe repartido por uma terceira parte torna James elegível para a inscrição num clube inglês na Premier League.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.