"Artur Soares Dias não pode apitar mais o FC Porto"

Presidente do FC Porto compara os árbitros Rui Silva e Artur Soares Dias a Inocêncio Cabalote e diz que o juiz portuense, "se for uma pessoa honesta, tem de deixar a arbitragem".

O presidente do FC Porto considerou nesta quinta-feira "escandalosa" a arbitragem de Artur Soares Dias na derrota frente ao Benfica (2-0), na 15.ª jornada da Liga de futebol, aproveitando para reforçar a confiança no treinador Paulo Fonseca.

Em entrevista ao Porto Canal, o desfecho do jogo que encerrou a primeira metade da época 2013/14 da I Liga ficou "entalado" na garganta de Pinto da Costa, que deu voz à indignação pelo que considera "uma arbitragem escandalosa e vergonhosa".

Pinto da Costa é da opinião de que "os erros de Artur Soares Dias não aconteceram por desonestidade do próprio", mas considera que o "juiz" da Associação de Futebol do Porto "tem que deixar a arbitragem ou pedir escusa dos jogos do FC Porto".

Para o dirigente, o árbitro penalizou os portistas em dois lances que diz serem merecedores de grandes penalidades a favor dos "azuis e brancos", e por ter parado a partida, em benefício do infrator, quando Jackson Martinez seguia isolado a caminho da baliza "encarnada".

"Tentaram branquear uma arbitragem inacreditável no jogo com o Benfica", disse Pinto da Costa ao Porto Canal, sublinhando que "toda a gente se esquece que os pontos perdidos pelo FC porto, que chegou a ter cinco de vantagem sobre o Benfica, começaram a perder-se no Estoril".

Nessa partida, segundo o presidente dos "dragões", "o árbitro Rui Silva inventou uma grande penalidade após um lance fora da área e validou um golo em fora de jogo", o que, para ele, terá determinado a perda de dois pontos (empate a dois golos, no final).

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub