Hulk agrediu segurança e arrisca até três anos

O regulamento disciplinar da Liga prevê uma pena que pode ir de seis meses a três anos para uma agressão gratuita a um interveniente no jogo.  Mas se for resposta a agressão a pena é de dois a seis jogos. FC Porto diz que Hulk e Sapunaru foram provocados.

Os relatórios do árbitro Lucílio Baptista, do delegado da Liga ao jogo e da Polícia de Segurança Pública (PSP) mencionam agressões dos portistas Hulk e Sapunaru a um steward no túnel de acesso aos balneários do Estádio da Luz. E é com base no que está descrito nestes relatórios que a Comissão Disciplinar da Liga irá actuar. Também existem imagens do sucedido captadas pelo circuito interno de vídeo do Benfica e que poderão servir de suporte para um eventual castigo aos futebolistas.

À luz do regulamento disciplinar, e a confirmarem-se as agressões de Hulk - o segurança diz ter sido atingido por uma bota alegadamente arremessada pelo brasileiro - e do romeno Sapunaru, ambos incorrem numa suspensão que pode ser, no mínimo, de dois jogos, e no caso mais grave até três anos. Tudo depende do entendimento: agressão ou resposta a agressão, como alegam os portistas, que afirmam que os dois jogadores foram provocados.

Hoje, da reunião semanal da CD, sairão os normais castigos da jornada (consequentes da exibição de cartões). Uma suposta punição aos portistas só será conhecida depois de um eventual inquérito disciplinar. Se houver motivos para o processo avançar - os diversos relatórios assim fazem prever - Hulk e Sapunaru poderão ser punidos com base nos artigos 115 (infracções muito graves) e 120 (graves), relativos a agressão a "delegados ou outros intervenientes no jogo com direito de acesso ou permanência no recinto desportivo." Se for aplicado o primeiro, a suspensão pode ir de seis meses até três anos. Já o artigo 120 (Resposta a agressão) prevê uma suspensão entre dois e seis jogos.

"Foi um acto gratuito de violência por parte de uma equipa que manifestamente não sabe perder e foi uma agressão violenta a um 'steward', que se limitava a dividir as zonas do FC Porto e do Benfica", disse à Lusa fonte do Benfica, adiantando que o steward teve de ser suturado, tendo sido assistido primeiro pela equipa médica do Benfica e posteriormente no hospital. Este pondera apresentar queixa às autoridades. "Os delegados da Liga estavam presentes e há imagens que comprovam esta versão (...) [Hulk e Sapunaru] entraram [no balneário] e voltaram a sair para provocar. Não encontrando mais ninguém agrediram os stewards", acrescentou a fonte.

Pôncio Monteiro, membro efectivo do Conselho Superior do FC Porto, tem outra versão e garante que quer Hulk como também Sapunaru foram provocados no túnel do Estádio da Luz, após o jogo, por um funcionário dos encarnados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG