Héctor Herrera sairá muito caro ao FC Porto

Presidente do Pachuca confirma existência de propostas, mas nega que já tenha acordo com os dragões e fala de um negócio que poderá superar os 10 milhões de euros.

O FC Porto será forçado a fazer a maior compra da história do futebol mexicano se quiser contratar o médio Héctor Herrera. O presidente do Pachuca, Jesus Martínez, garantiu, em conferência de imprensa, que há interesse de "três clubes" no médio, mas ainda "não há acordo com ninguém".

"Falei com Héctor e pedi-lhe para ficar tranquilo, ele está apenas concentrado no Pachuca. Se ele sair, será pela venda mais cara do futebol mexicano", atirou Jesus Martínez.

O dirigente confirmou a existência de propostas de "Portugal, Inglaterra e França", sabendo-se apenas que FC Porto e Manchester United, que seguem Héctor Herrera desde os Jogos Olímpicos, estão entre os pretendentes ao médio de 22 anos. Héctor Herrera integra a lista de mexicanos que o FC Porto segue há vários meses e, curiosamente à imagem de Diego Reyes, também está referenciado pelo departamento de scouting do Benfica, embora se desconheça a existência de uma proposta do clube da Luz.

Ora, se Héctor Herrera representar a venda mais cara da história do futebol mexicano, o campeão olímpico irá superar o possível futuro colega de equipa Jackson Martínez, que custou 8,8 milhões de euros ao bicampeão nacional no verão de 2012. A verba poderá chegar, assim, a 10 milhões de euros, que se juntariam aos 7,2 que o FC Porto vai pagar por Diego Reyes.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG