FC Porto empata (0-0) com Saint Étienne

O FC Porto versão 2014/15 apresentou-se oficialmente este domingo, com a presença de 10 reforços, integrados numa lista de 24 jogadores da qual ficaram excluídos Varela, Licá, Josué, Abdoulaye, Mangala, Rolando e Ghilas.

O FC Porto não foi além de um empate sem golos na apresentação aos sócios diante dos franceses do Saint-Étienne, num jogo em que o brasileiro Fabiano foi o grande destaque dos portistas, isto numa altura em que está para chegar novo reforço para a baliza.

Antes do início da partida, e ditados um a um à assistência que já enchia o recinto, os jogadores foram entrando para o centro do terreno, à exceção do colombiano Jackson Martinez, apesar do seu nome ter sido citado.

Apesar da ausência prevista - o jogador está de férias até segunda-feira -, foi a citação do seu nome que leva a concluir que há sete jogadores com contrato que, à partida, não contam para os planos do treinador Julen Lopetegui.

O internacional português Varela, que esteve no Mundial2014, os defesas centrais Mangala (deve reforçar o Manchester city), Rolando (esteve emprestado ao Inter de Milão na época passada) e Abdoulaye, o médio Josué e os avançados Licá e Ghilas.

Os dez reforços confirmados são: Ricardo Nunes (guarda-redes, ex-Académica), o ganês Daniel Opare (defesa, ex-Standard de Liége/BEL), o holandês Martins Indi (defesa, ex-Feyenoord), os brasileiros Casemiro (médio, ex-Real Madrid) e Evandro (ex-Estoril), o argelino Brahimi (médio, ex-Granada), os espanhóis Óliver Torres (médio, ex-Atlético de Madrid), Christian Tello (avançado, ex-Barcelona) e Adrián Lopez (avançado, ex-Atlético de Madrid) e o guineense Sami (ex-Marítimo).

Tendo em conta os trabalhos continuados com jogadores da equipa B, sete jogadores da formação foram "mostrados" às bancadas: Ruben Neves, Tozé, Kadu, Igor Litchnovski (ex-Universidade do Chile), Graça, Vítor Garcia e Kayembé, aos quais se deverá juntar Mikel, que se lesionou com gravidade num dos primeiros treinos com o plantel principal.

Quanto à festa, depois da tradicional dança do "Despertar do Dragão", seguiu-se um breve espetáculo de coreografias com forte espírito guerreiro, com sentinelas nos topos do estádio e até pendurados nas estruturas cimeiras, a lançar fumo com as cores do FC Porto, que culminou com foguetório e a entrada do plantel num jipe Humvee.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG