Dragões ganham vantagem mínima em Basileia com os "quartos" na mira

Penálti de Danilo, aos 79 minutos, garantiu o empate (1-1) ao FC Porto em Basileia, num jogo com arbitragem inglesa em prejuízo dos dragões e em que a equipa da casa só fez um remate em todo o jogo.

Justo, pouco, mas vantajoso. O FC Porto empatou 1-1 em Basileia, na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, e colocou-se em vantagem na luta por um lugar nos "quartos", fase que os dragões não alcançam desde 2008/09. A ultradefensiva e agressiva equipa de Paulo Sousa esteve em vantagem durante a maior parte do desafio, mas o FC Porto acabou por alcançar um prémio justo.

Aos 11 minutos, o Basileia fez o seu único remate em todo o jogo. E deu golo. Bola em profundidade para as costas da defesa portista, Iván Marcano e Alex Sandro não abordaram o lance da melhor forma e Fabiano, na saída, cobriu mal a baliza e permitiu que Derlis González fizesse o 1-0. O avançado paraguaio, que pouco depois saiu lesionado, "castigou" o FC Porto, que até começou cedo a evidenciar superioridade.

Com Óliver Torres a comandar o meio-campo e Brahimi longe do brilho do início da época (o argelino foi o primeiro a sair), o FC Porto não só teve que lutar contra o aguerrido Basileia como ante as decisões da equipa de arbitragem liderada por Mark Clattenburg, que aos 30 minutos não assinalou um penálti evidente de Samuel sobre Jackson Martínez. Aos 35' Tello atirou para o fundo das redes, mas foi assinalada posição irregular.

No início da segunda parte, Casemiro, após um canto, atirou para o fundo das redes. O FC Porto festejou o 1-1, validado pelo árbitro, mas mais de um minuto depois o juiz decidiu anular o golo. A justificação foi que Iván Marcano interferiu no raio de ação do guarda-redes, assinalando por isso fora-de-jogo. Um gole rude nos índices anímicos do FC Porto, que aos 68' perdeu Óliver Torres por lesão, fruto da imensa agressividade da equipa anfitriã.

No entanto, aos 79' chegou a recompensa para os mais de 12 mil portistas no Saint Jakob Park. Danilo cruzou para a grande área e Walter Samuel cortou a bola com o braço. Ficou por mostrar o segundo cartão e consequente expulsão ao defesa, mas Danilo aproveitou o penálti para fazer o 1-1, premiando os 15 remates, 47 ataques e quase 90 minutos de procura por um resultado positivo. A segunda mão está agendada para 10 de março e o FC Porto só falhará os "quartos" se perder ou empatar por dois ou mais golos (o 1-1 dará lugar a prolongamento e, se necessário, penáltis).

Filme do jogo:

90+4' Final do jogo!

90+3' Marcano não consegue cabecear bem, após canto de Juan Quintero.

90' Quatro minutos de compensação...

88' Doze pontapés de canto para o FC Porto, nenhum para o Basileia. O FC Porto, entretanto, baixou a linha de pressão.

87' Cartão amarelo para Danilo e livre de potencial perigo a favorecer o Basileia.

85' O FC Porto continua instalado no meio-campo adversário. O Basileia pouco fez para merecer um resultado positivo até ao momento.

83' Substituição no Basileia. Saiu Gashi e entrou Hamoudi.

82' Os mais de 12 mil portistas nas bancadas fazem-se ouvir. O 1-1 é um bom resultado para o FC Porto, na medida em que com este resultado o Basileia só se apuraria no Dragão se ganhasse ou empatasse por pelo menos dois golos (o 1-1 daria, logicamente, prolongamento e, se necesário, penáltis).

81' Substituição no FC Porto. Saiu Tello e entrou Juan Quintero. Última alteração no FC Porto.

80' 15 remates e 40 ataques depois, o FC Porto anula a vantagem do Basileia. Os suíços ainda só fizeram um golo - o golo de Dérlis González.

79' GOLO DO FC PORTO! DANILO FAZ O 1-1! O lateral assumiu a marcação do penálti e fez o empate para o FC Porto, que com este golo fica em vantagem na eliminatória.

78' Penálti para o FC Porto! Walter Samuel corta o cruzamento de Danilo com o braço. Lance passível de segundo amarelo, mas o árbitro poupa o argentino à expulsão.

77' Quaresma cruza bem, mas Jackson não consegue desviar.

76' Para já vai se mantendo a história: em jogos a eliminar da Liga dos Campeões, o FC Porto nunca venceu depois de chegar ao intervalo a perder.

74' Herrera arrisca finalmente o remate, mas atira à figura do guardião da equipa suíça.

72' O FC Porto raramente arrisca rematar à entrada da grande área, apesar de ter espaço para tal. Herrera acaba de perder mais uma oportunidade.

71' Quaresma ganha a linha de fundo, mas não havia Jackson na grande área. Parece esgotado, o ponta-de-lança.

68' Substituição no FC Porto. Saiu Óliver Torres e entrou Rúben Neves. Lopetegui joga sem uma terceira unidade mais criativa no meio-campo.

68' Quaresma remata de longe, sem criar perigo.

67' Óliver Torres já abandonou o relvado. Sai a queixar-se do ombro, o mesmo que luxaçou há uns meses.

66' Óliver Torres pede para sair. Na sequência de mais uma falta, o médio espanhol pede substituição a Lopetegui.

65' Jackson Martínez desperdiça! Óliver Torres isola o colombiano, que "picou" a bola sobre o guarda-redes, mas atirou um pouco por cima. Só falta o golo à grande exibição do ponta-de-lança.

63' Substituição no Basileia. Saiu Streller e entrou Embolo.

62' Cartão amarelo para Suchý, por uma entrada a "matar" sobre Jackson Martínez. Se Casemiro acabar o jogo seria uma surpresa, o Basileia terminar com 11 não seria menos surpreendente.

61' Substituição no FC Porto. Saiu Brahimi e entrou Quaresma. O argelino continua longe do que demonstrou no início da época.

60' FC Porto chega aos 30 ataques, contra oito do Basileia.

58' Tello quase empatava! Óliver Torres desmarcou o extremo, que com pouco ângulo para rematar atirou em força e viu o guardião ceder canto. Foi o décimo remate do FC Porto, contra um do Basileia.

57' Cartão amarelo para Gashi, por pisar Danilo. Muita agressividade por parte do Basileia.

56' O FC Porto tenta reagir ao "murro no estômago" que foi o golo anulado a Casemiro. Lopetegui, entretanto, chamou Quaresma.

54' Fora-de-jogo assinalado a Tello, quando estava completamente isolado. O extremo espanhol parecia estar em linha com o último defesa.

52' Muita agressividade do Basileia na reação à perda da bola. Paulo Sousa sabe que é importante não sofrer golos em casa numa eliminatória europeia.

50' Cartão amarelo para Alex Sandro, o terceiro para o FC Porto.

48' O árbitro anula um golo do FC Porto, depois de o validar! Casemiro, na recarga a uma cabeçada de Maicon, empurrou para o fundo das redes, os dragões festejaram e o árbitro mandou recomeçar a partida, com 1-1 no marcador. Mas mais de um minuto depois, o árbitro decidiu assinalar fora-de-jogo de Marcano, que estava entre Casemiro e o guarda-redes e terá interferido na visão do guardião.

47' Suchý, o outro central do Basileia, pisa Brahimi e escapa ao cartão amarelo. Brahimi fica com muitas queixas.

47' Em toda a história das eliminatórias da Liga dos Campeões (excluindo fases de grupos), o FC Porto nunca venceu depois de chegar ao intervalo a perder.

46' Cartão amarelo para Walter Samuel, por falta dura sobre Jackson Martínez. Já é a segunda falta para cartão, depois do penálti cometido e não assinalado sobre o colombiano.

46' Início da segunda parte! Bola para o FC Porto.

Estatísticas da primeira parte:

Posse de bola: Basileia, 40%; FC porto, 60%.

Ataques: Basileia, 5; FC Porto, 23.

Remates (à baliza): Basileia, 1 (1); FC Porto, 8 (3).

Cantos: Basileia, 0; FC Porto, 3.

45+5' Intervalo em Basileia! O FC Porto perde por 1-0 ao intervalo.

45+2' Livre de Casemiro, devolvido pela barreira.

45' Três minutos de compensação...

45' Óliver procura Casemiro, que não consegue finalizar.

43' Remate com pouca força de Brahimi, após toque de Óliver, para defesa do guardião adversário.

43' Óliver toca de calcanhar para Alex Sandro, que não chega à zona de remate por pouco.

42' FC Porto com 63% de posse de bola e seis remates, dois à baliza. O Basileia só rematou uma vez.... e fez golo.

40' Mais uma falta de Casemiro. Será uma surpresa se acabar o jogo - seja pela sucessão de faltas que podem levar à expulsão, seja por uma mais do que justificada alteração de Lopetegui.

39' Brahimi volta a abusar do lance individual e perde novamente a bola. Na sequência do lance, Óliver não chegou ao último passe de Jackson.

38' FC Porto com 15 ataques, contra três do Basileia. FC Porto completa instalado no meio-campo suíço.

37' Quaresma continua a aquecer. Tello poucas vezes aparece, Brahimi ainda não criou nenhum lance de perigo. Mas está melhor o espanhol.

36' Cartão amarelo para Óliver Torres, por pedir cartão para Elneny.

36' Cartão amarelo para Elneny, por puxar Óliver Torres.

35' Golo anulado ao FC Porto. Herrera isolou Tello, que bateu Vaclík, mas foi assinalado fora-de-jogo. Pareceu estar ligeiramente adiantado.

34' Herrera "pica" para Jackson Martínez, que não consegue receber na grande área.

32' Lopetegui incrédulo com o penálti por marcar a favor do FC Porto, num lance em que Jackson foi nitidamente puxado e afastado da finalização, perto da marca de penálti.

31' Má opção de Danilo, que remata de longe e erra o alvo.

30' Penálti por marcar a favor do FC Porto. Walter Samuel puxou deliberadamente Jackson e até lhe tirou a braçadeira de capitão.

29' Cartão amarelo para Casemiro, sem surpresa. De longe a unidade de pior rendimento do FC Porto e será um risco Lopetegui mantê-lo em campo, tendo em conta que já fez quatro faltas perigosas.

28' FC Porto com 67% de posse de bola e nove ataques, contra dois do Basileia, mas com muitas dificuldades em levar a bola ao último terço do terreno.

26' Pressão muito forte do Basileia, sobretudo quando esta chega aos centrais ou a Casemiro.

25' Substituição no Basileia. Saiu Derlis González e entrou Davide Callà.

24' O Basileia joga temporariamente com dez, enquanto aguarda pela substituição de Derlis.

22' Não dá mais para Derlis González: o avançado paraguaio está com muitas queixas e pede substituição.

21' Cartão amarelo para Frei, por derrubar Brahimi.

21' Corte de Maicon, após ataque perigoso de Streller.

20' Casemiro ganha ao primeiro poste, após um canto, mas não consegue enquadrar o cabeceamento com a baliza.

20' FC Porto a criar perigo. Excelente jogada ofensiva, a terminar com uma diagonal e remate forte de Danilo, de pé esquerdo, a sair para pontapé de canto.

19' Cabeceamento de Casemiro, após livre de Tello, para defesa fácil de Vaclík. Primeiro lance de algum perigo do FC Porto.

17' O FC Porto ainda não rematou, nem criou nenhuma situação de finalização em Basileia. A equipa da casa só atacou uma vez, mas já vence por 1-0.

15' Esta é a terceira vez que o FC Porto está a perder nesta edição da Champions. Nas duas anteriores, empatou com o Shakhtar Donetsk.

13' E vão três faltas duras de Casemiro. Assim não acaba o jogo.

13' Lopetegui manda Quaresma aquecer.

12' Derlis González recebe assistência médica, ao chocar com um adversário no momento da finalização.

11' GOLO DO BASILEIA! DERLIS GONZÁLEZ FAZ O 1-0! No primeiro ataque suíço, eis o primeiro golo do jogo. Iván Marcano e Alex Sandro estavam a "dormir", Fabiano cobriu mal a baliza e o avançado paraguaio, que passou pelo Benfica sem jogar pelas águias, isolou-se, aguentou a pressão do lateral e bateu Fabiano com um desvio subtil.

10' Tello "apanhado" em fora-de-jogo, após passe de calcanhar de Jackson Martínez.

9' Xkaha puxou Brahimi, que corria para a grande área, mas o árbitro não assinalou a devida falta.

8' Tello falha a receção. Hoje tem espaço de sobra para explorar a sua imensa velocidade, o extremo espanhol. O FC Porto já procurou lançá-lo duas vezes nas costas do lateral Safari.

7' FC Porto mais adiantado no terreno, procurando recuperar a bola logo no início de transição do Basileia.

6' Alex Sandro procurava o cruzamento para Jackson Martínez, mas saiu demasiado curto.

5' Falta dura do experiente Walter Samuel, campeão europeu com Quaresma no Inter de Milão, a travar um ataque do FC Porto.

4' Basileia pressionante e a procurar assumir o jogo, à imagem do FC Porto. Os dragões parecem jogar em "casa", fruto da onda de apoio com cerca de 12 mil portistas na bancada.

3' Nos últimos sete jogos europeus neste estádio, o Basileia só sofreu um golo, de Cristiano Ronaldo.

2' Quinze segundos e Casemiro já fez a primeira falta dura. Paulo Sousa vai falar com o quarto árbitro, tentando alertar para a natureza mais agressiva do médio-defensivo do FC Porto.

1' O inglês Mark Clattenburg apita para o início do jogo! Bola para o Basileia.

BASILEIA: Vaclík; Xhaka, Walter Samuel, Suchý, Safari; Elneny, Frei; Derlis González, Gashi, Zuffi; Streller. Suplentes: Vaitali, Degen, Ajeti, Delgado, Hamoudi, Calla e Embolo.

FC PORTO: Fabiano; Danilo, Maicon, Iván Marcano, Alex Sandro; Casemiro, Héctor Herrera, Óliver Torres; Cristian Tello, Brahimi e Jackson Martínez. Suplentes: Helton, Martins Indi, Evandro, Rúben Neves, Quaresma, Juan Quintero e Aboubakar.

O FC Porto começa, nesta quarta-feira (19.45), a disputar a eliminatória com o Basileia, na luta pela sexta passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, desde 1993, ano em que o atual formato sucedeu à Taça dos Campeões Europeus.

Os dragões regressam a uma cidade de boas e más memórias - foi em Basileia, em 1984, que atingiram a primeira final europeia, na altura a Taça das Taças, mas perderam com a poderosa Juventus de Platini -, onde o timoneiro local é o português Paulo Sousa e cuja equipa afastou o Liverpool, na fase de grupos, além de na receção ao Real Madrid só ter perdido perante um golo de Cristiano Ronaldo.

O FC Porto, por sua vez, chega a esta fase depois de ter vencido o grupo H, à frente de Shakhtar Donetsk, Athletic Bilbau e BATE Borisov, com quatro vitórias e dois empates (ambos frente aos ucranianos), já após ter eliminado o Lille no "play-off". O conjunto treinado por Lopetegui já acumulou 19,2 milhões de euros em prémios de jogo, sendo a europeia da UEFA que mais lucrou até ao momento.

Em seis jogos contra equipas suíças, o FC Porto só perdeu um, em 1981, na altura contra o Grasshopper, na extinta Taça UEFA, por 3-0. É a sétima vez que os dragões estão a disputar os oitavos-de-final desde que conquistaram a Liga dos Campeões, em 2004, embora só por uma vez tenham superado esta eliminatória - em 2009/10, ao eliminar o Atlético de Madrid, antes de ser afastado das meias-finais por um golo de Cristiano Ronaldo no Dragão.

Lopetegui opta por manter Martins Indi no banco, em detrimento da dupla Maicon-Iván Marcano, que tem vindo a ser a preferida nos últimos jogos. Ricardo Quaresma vai para o banco, Tello e Brahimi ganham a titularidade nas alas e Hernâni fica na bancada.

Exclusivos