Dragões chegaram à Holanda em silêncio

Comitiva portista, liderada por Reinaldo Teles e Antero Henrique, chegou à Holanda sem prestar declarações e com Adrián López a centrar atenções.

O FC Porto chegou neste sábado em silêncio à Holanda, onde vai estagiar até 19 de julho, com o foco da imprensa e de alguns adeptos, que esperavam a comitiva, nas caras novas do plantel.

A passagem discreta pelo aeroporto de Eindhoven teve algum contraste no momento de entrada do hotel em Horst, zona rural e muito tranquila, onde pouco mais de uma dezena de portistas, vestidos a rigor, ali quiseram expressar o seu entusiasmo.

O primeiro a sair do autocarro foi o novo treinador, o espanhol Julen Lopetegui, recebido com alguns aplausos, e, além de meia-dúzia de autógrafos no local - Ricardo Quaresma foi o mais solicitado -, as atenções estavam viradas para o mais recente reforço: Adrián López.

A isso não foi estranho o facto de o FC Porto ter confirmado, poucas horas antes, a contratação do avançado, de 26 anos, que pertencia aos quadros do Atlético de Madrid, tendo investido 11 milhões de euros em 60% do seu passe.

Os "dragões", cuja comitiva é liderada pelos administradores Reinaldo Teles e Antero Henrique, apenas treinarão a partir das 17.00 horas de domingo, nas imediações do hotel onde estão hospedados, e cujos funcionários fizeram uma espécie de "guarda de honra" à chegada dos técnicos e jogadores.

Os portistas têm dois jogos agendados durante o período de estágio: o primeiro quarta-feira, às 18.30 (17.30 em Portugal), frente ao Venlo (segunda divisão holandesa), e o segundo contra o Genk (primeira divisão belga), na cidade belga com o mesmo nome, sábado 19.00 (18.00).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG