Bernard: "Dinheiro não é tudo na vida"

Internacional brasileiro continua a preferir o FC Porto ao Shakhtar Donetsk. No provável último jogo pelo Atlético Mineiro marcou golo e foi expulso

Bernard viveu uma noite recheada de emoções naquele que terá sido, muito provavelmente, o seu último jogo pelo Atlético Mineiro - uma derrota por 2-1 contra o Atlético Paranaense. O internacional brasileiro chorou ainda antes do jogo, ao ouvir o seu nome entoado pelos adeptos, marcou um golo (que valia o empate aos 80 minutos) e acabou por ser expulso devido ao excessivo entusiasmo nos festejos: tirou a camisola e viu o segundo amarelo.

No final, o extremo de 20 anos voltou a falar da sua iminente saída e mais uma vez deixou pistas de que prefere o FC Porto ao Shakhtar, da Ucrânia, equipa que já fez uma proposta de 25 milhões de euros ao Atlético Mineiro. "Dei-me um prazo para pensar há algum tempo, mas o dinheiro não é tudo na vida. Quero a minha felicidade e se for para ficar num lugar a ganhar menos, mas a ser feliz, eu quero isso", disse Bernard.

O brasileiro confessa ainda que a indefinição sobre o futuro está a deixá-lo afetado: "A pressão tem sido muito grande, e de todos os lados. Tenho que dormir com esse peso. Peço ajuda a Deus para que me leve para algum lugar."

O presidente do Atlético Mineiro, Alexandre Kalil, já referiu que, se Bernard quiser mudar-se para o FC Porto, o clube brasileiro aceita vender por uma quantia menor do que os 25 milhões oferecidos pelo Shakhtar, mas revelou que o clube portista ainda não tenha apresentado qualquer proposta.

veja o golo de Bernard:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG