FC Porto reage ao comunicado da PSP e mostra email

Polícia negou esta quarta-feira, em comunicado, garantindo que "não há, nem nunca houve qualquer atitude, ação ou mera intenção por parte da PSP, de beneficiar ou causar prejuízo a qualquer clube e aos seus adeptos".

O FC Porto reagiu ao comunicado emitido pela Polícia de Segurança Pública (PSP), esclarecendo que o Diretor de Comunicação do clube, Francisco J. Marques "não acusou a PSP de nada", tendo-se "limitado a ler a parte inicial de um email enviado a 21 de dezembro de 2009, por Rui Pereira, Diretor de Segurança do Sport Lisboa e Benfica, para o administrador do Sport Lisboa e Benfica Domingos Soares Oliveira, com conhecimento do assessor jurídico Paulo Gonçalves".

Os dragões aguardam agora um esclarecimento por parte da Direção Nacional da PSP.

Em resposta à divulgação da informação, feita pelo diretor de comunicação do FC Porto no programa Universo Porto da Bancada, a PSP desmentiu e repudiou "o teor das acusações lançadas por responsável do Futebol Clube do Porto", garantindo que "não há, nem nunca houve qualquer atitude, ação ou mera intenção por parte da PSP, de beneficiar ou causar prejuízo a qualquer clube e aos seus adeptos".

Exclusivos