Família de Caio Júnior pede indemnização de 8, 8 milhões de euros na justiça

Até agora, a família recebeu apenas o valor do seguro feito pela Chapecoense, que existe com todos os atletas e membros da equipa técnica que são confederados, no valor de 12 vezes o salário.

A família do treinador Caio Júnior, uma das 71 vítimas mortais do acidente aéreo que dizimou a equipa da Chapecoense, em novembro de 2016, vai exigir na justiça uma indemnização no valor aproximado de 30 milhões de reais, 8, 8 milhões de euros

O valor pedido tem como base o salário que o treinador recebia no clube e os anos em que ainda poderia estar trabalhando. "O cálculo tem em conta que o clube tem de pagar pelo menos 70% do que o Caio ganharia se vivesse até a expectativa de vida, que são mais 20 anos, além de danos morais". Ou seja, 28,8 milhões de reais, acrescidos por 1,2 milhão de reais por conta dos danos morais.

Segundo a imprensa brasileira a família do antigo jogador do Vit.Guimarães, Belenenses e Estrela da Amadora, tal como os familiares dos atletas recusaram o acordo proposto pela seguradora do clube.

Até agora, a família de Caio Júnior recebeu apenas o valor do seguro feito pela CBF, que existe com todos os atletas e membros da equipa técnica que são confederados, no valor de 12 vezes o salário.

O advogado da família, Luis Fernando Pereira, informou que os representantes de Caio Júnior irão abordar o assunto, esta quarta-feira, durante a homenagem ao treinador, que será feita pelo Paraná Clube.

Chapecoense venceu o Atlético Nacional

A Chapecoense venceu, na terça-feira, o Atlético Nacional por 2-1, na primeira mão da Supertaça Sul Americana. Na reedição da final que nunca chegou a disputar, face à tragédia que vitimou a quase totalidade do plantel da Chape, os brasileiros conseguiram bater os colombianos, vencedores da última Libertadores.

Os brasileiros estão a disputar a Supertaça por lhe ter sido atribuído o título na Taça Sul-Americana na secretaria, numa espécie de homenagem. O Atlético Nacional, finalista dessa mesma competição, concordou com a ideia e espera pela Chapecoense na segunda mão, a 11 de maio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG