Dolores Aveiro regozija no Twitter pela vitória de Portugal

Mãe de Cristiano Ronaldo usou a rede social para fazer a festa pelo filho e pelos seus colegas

A mãe do avançado Cristiano Ronaldo, Dolores Aveiro, dá conta da sua alegria pela vitória hoje de Portugal em frente à França, sagrando-se, pela primeira vez, campeão europeu de futebol.

"Nós ganhámos. Por Portugal. Pelos portugueses. Pela Seleção Nacional", escreve Dolores Aveiro, que remata, escrevendo: "Obrigada, obrigada".

Dolores Aveiro tinha dado anteriormente conta de como lhe foi "dolorosa" a imagem do filho, que sofreu um lesão e saiu, de maca, do relvado, depois de uma falta dura de Dimitri Payet, no início da final do Euro2016.

Dolores Aveiro, todavia, mostrou a sua confiança nos jogadores nacionais e vaticinou a vitória.

"O meu filho abandonou o campo, mas a nossa seleção pode ganhar. Confio que vamos poder levantar a taça", escreveu Dolores Aveiro.

Portugal sagrou-se hoje campeão da Europa de futebol, ao bater na final a anfitriã França por 1-0, após prolongamento, num encontro disputado no Estádio de França, em Saint-Denis, na capital francesa.

Um golo do suplente Éder, aos 109 minutos, selou o triunfo da 'formação das quinas', que se tornou a segunda na história da competição a vencer a equipa da casa na final, 12 anos depois de ter perdido por 1-0, com a Grécia, a do Euro2004, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.