Vitória com críticas da imprensa francesa deixará Fernando Santos "todo contente"

Selecionador espera que continuem a dizer que "Portugal ganhou sem merecer"

Fernando Santos afirmou hoje que vai regressar a Portugal "todo contente" se a imprensa francesa continuar a desvalorizar e depreciar o futebol da seleção portuguesa, mesmo depois de uma eventual conquista do Euro2016, no Stade de France.

"Eu quero é que eles continuem a dizer sempre a mesma coisa. E que digam que Portugal ganhou sem merecer. Vou todo contente para casa. Todo contente", afirmou Fernando Santos, reagindo desta forma a notícias publicadas por alguns órgãos franceses, que apontam Portugal como um injusto finalista.

Na conferência de imprensa de antevisão do duelo com os gauleses, a pouco mais de 24 horas da segunda final da história do futebol português, o técnico de 61 anos respondeu a todas as perguntas dos jornalistas, algumas com humor, como quando foi questionado sobre o novo penteado de Ricardo Quaresma.

"É espetacular. É uma obra de arte", disse o técnico de 61 anos entre risos.

Mais a sério, Fernando Santos recordou a final do Euro2004, quando Portugal perdeu com a Grécia (1-0), durante a qual estava no Estádio do Luz, em Lisboa, como comentador para um rádio, uma posição bem diferente da que vai ter no domingo no Stade de France.

"Sofri muito por Portugal. Uma coisa é estar na bancada a sofrer, outra coisa é estar no banco da equipa. Também sofro, mas tenho de ter a capacidade para pensar. Tenho de puxar pela equipa e pôr a cabeça a funcionar", referiu.

No Euro2016, Cristiano Ronaldo não marcou presença em qualquer conferência de imprensa de antevisão dos jogos, pelo menos fisicamente, já que o seu nome foi sempre o mais 'badalado' pelos jornalistas, sobretudo os estrangeiros, e hoje não foi exceção.

Questionado por um jornalista espanhol sobre se o avançado do Real Madrid, agora com 31 anos, já tinha mais 'estofo' para ser capitão da uma seleção, Fernando Santos lembrou quando treinou Ronaldo no Sporting, quando tinha apenas 18 anos.

"Na altura, além do talento, já tinha muita vontade de ganhar, muita determinação. Já queria fazer sempre melhor, queria ganhar, queria mais, mais e mais. Ainda hoje, em todos os treinos quer fazer melhor. Fica zangado consigo próprio quando as coisas não funcionam bem. Tem vontade e determinante para ser sempre melhor", disse.

Seguiu-se nova pergunta sobre Ronaldo, desta vez efetuada por uma jornalista asiática, desta vez sobre a continuidade do avançado na seleção nacional, caso vença domingo o Campeonato Europeu.

"Terá mais sete, 10 anos à sua frente. Não será certamente o último jogo dele", respondeu Fernando Santos, algo surpreendido com questão.

O Portugal-França está agendado para as 21:00 (20:00 horas de Lisboa) e terá arbitragem do inglês Mark Clattenburg.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG