Djokovic em risco de abandonar torneio devido a lesão abdominal

O número um mundial e campeão em título, que procura o nono troféu no primeiro major da temporada, bateu Taylor Fritz, por 7-6 (7-1), 6-4, 3-6, 4-6 e 6-2.

O tenista sérvio Novak Djokovic contraiu uma lesão abdominal no encontro ganho ao norte-americano Taylor Fritz, durante a terceira ronda do Open da Austrália, e está em dúvida para os oitavos de final, em Melbourne Park.

O número um mundial e campeão em título, que procura o nono troféu no primeiro major da temporada, estava a vencer por 7-6 (7-1) e 6-4 quando, durante o terceiro set, escorregou e começou com queixas na zona abdominal.

Depois de assistido em court, na Rod Laver Arena, perdeu a terceira e quarta partidas, mas conseguiu, ainda assim, levar a melhor diante o jovem adversário (31.º), de 23 anos, em cinco partidas, pelos parciais de 7-6 (7-1), 6-4, 3-6, 4-6 e 6-2, em três horas e 25 minutos.

"Neste momento, sei que é uma rutura do músculo, definitivamente. Por isso, não sei se vou recuperar", avançou o sérvio, de 33 anos, admitindo não saber se vai "entrar ou não em court" para defrontar Milos Raonic, adversário dos oitavos de final.

Apesar de não querer tecer maiores comentários sobre a lesão, que será ainda devidamente avaliada, Djokovic, detentor de 17 títulos do Grand Slam, lamentou que os adeptos presentes na Rod Laver Arena tenham sido obrigados a abandonar as bancadas, na sequência do confinamento obrigatório decretado pelo governo do estado de Victoria, devido a um surto de covid-19 num hotel destinado a quarentenas.

"De certa forma, é uma pena o público não ter acabado de ver o encontro. Estavam a gostar certamente. Por outro lado, estava apenas concentrado no que estava a acontecer com a minha lesão e a rezar com esperança para que, de alguma forma, me sentisse melhor", contou Djokovic, após ver o desafio com Fritz suspenso para evacuarem as bancadas, já que o confinamento em Victoria começava às 00.00 de dia 12.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG