Detido em Espanha falso representante da FIFA por suspeitas de burla

Homem cobrou 4000 euros ao pai de um futebolista por um contrato falso

A polícia espanhola deteve hoje, em Algeciras, um homem que se passava por representante oficial da FIFA e que cobrou 4000 euros ao pai de um futebolista por um contrato falso para um clube da primeira divisão.

A investigação foi iniciada quando alertaram a polícia que andava um homem a passar-se por um representante da FIFA e da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), em julho.

O homem terá pedido ao pai de um jogador dinheiro, em troca de uma carreira promissora para o filho, segundo o comunicado policial.

Nesse seguimento, o progenitor efetuou um primeiro pagamento, no valor de 500 euros, para que o filho pudesse realizar as provas no clube de futebol de Castilha-La Mancha e, posteriormente, os restantes 3.500 euros para formalizar contrato com um clube da primeira divisão, cujo nome não foi revelado.

Após um largo período de tempo sem saber do paradeiro do burlão, a vítima contactou os clubes em causa, que informaram não terem conhecimento do alegado representante.

Na sequência da denúncia, os investigadores descobriram a identidade do autor das fraudes e colocaram-no à disposição de um juiz em Algeciras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG