Conceição defende Marega, "o rapaz dos pés quadrados como dizem"

Treinador dos dragões fala em "ingratidão" da parte de quem critica o maliano e lembra que "outros custaram mais e não deram um terço". Esta segunda-feira há jogo com o Moreirense.

Sérgio Conceição saiu este domingo em defesa de Marega, avançado do FC Porto que tem sido alvo de críticas devido ao seu rendimento - nos últimos nove jogos, marcou apenas um golo, precisamente na última jornada, frente ao V. Guimarães. O treinador portista considera injustas as críticas, sobretudo comentários feitos nas redes sociais e também em algumas análises, e lembrou o passado e o profissionalismo do maliano.

"Quando joga ele dá o máximo, e é fácil fazer essa gestão num jogador como o Marega. Eu acredito que hoje em dia quem se mete atrás das redes sociais a criticar e a rebentar com quem não acham tão simpático, tão tecnicamente evoluído, que tem um sorriso bonito... por todos os motivos e mais alguns. Isso depois é moda, é só pegar no telefone, no computador e já está", começou por dizer o técnico portista.

A defesa prosseguiu, com Conceição a lembrar os números de Marega na Champions e a estabelecer um ponto de comparação custo/rendimento. "Temos de ver qual foi o custo e o rendimento do Marega. É o segundo melhor marcador do Dragão, atrás do Jackson Martínez que tem quase 50 golos. É o melhor marcador em jogos seguidos na Liga dos Campeões. Somos a terceira equipa com mais presenças na Liga dos Campeões, vejam quantos avançados é que o FC Porto teve de grandíssima qualidade. E o melhor marcador é o Marega, o rapaz que vocês dizem que tem os pés quadrados. Quantos golos é que o Marega não tem? O que é que nos custou? Uns equipamentos ao Marítimo. Em relação a outros que custaram muito mais e não deram nem um terço ao FC Porto. A isso eu chamo ingratidão, independentemente de contratos, se é alto, baixo, gordo ou magro", atirou.

Conceição foi mais longe e disse mesmo que Marega "é um jogador à FC Porto". "Ter a tal mística, porque muita gente não sabe o que é isso, é olhar para o Pepe. De outro lado posso dizer que é olhar para o Marega, porque sempre que entra aqui e vai lá para dentro dá o máximo. Isso é que é a mística, não há segredos. Falha golos? Falha passes? Mas quem é que não falha? Eu não percebo nada de futebol, porque o futebol é isto. É preciso as pessoas meterem a mão na consciência e tirarem do telemóvel. Andam com ele para todo o lado e por vezes escrevem coisas estúpidas", concluiu.

Moreirense difícil

O técnico portista falou depois do adversário desta segunda-feira (21.15, Sport TV1), o Moreirense, e desvalorizou a estatística que mostra que a equipa de Moreira de Cónegos não vence um jogo em casa desde dezembro: "Essas estatísticas não entram, se não falaria dos pontos que o Moreirense já tirou em casa a equipas que lutam pelo título. Nós olhamos para a equipa, para a sua dinâmica, para o que temos de fazer e para a preparação do jogo em função dos nossos jogadores e da nossa equipa. Temos de olhar para o Moreirense, uma equipa difícil, apesar das estatísticas, historicamente é um jogo difícil e é mais um do campeonato, que nós temos de levar para onde nós queremos, onde nos sentimos confortáveis, para ganharmos os três pontos, que é o nosso objetivo."

Conceição, que falou horas antes do jogo entre o Sp. Braga e o Sporting, preferiu apontar o foco para a sua equipa para o que resta jogar no campeonato. "Não vale a pena olhar para o resultado dos adversários, não dependemos de nós. Obviamente que esses resultados também são importantes, caminhamos para o final do campeonato, sabemos que os jogos têm um peso enorme, que o ponto está difícil de conquistar e temos de fazer o nosso trabalho. Não serve de nada olhar para os outros se nos esquecermos de fazer o nosso trabalho. Foco total, concentração total no nosso jogo e não mudar nada na preparação do jogo", analisou.

nuno.fernandes@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG