Carlos Sainz vence etapa pela 41.ª vez e Loeb ganha tempo ao líder

Rali está na reta final. Enquanto nos carros Al-Attiyah se mantém lider, houve mais uma reviravolta nas motas. A prova termina na sexta-feira.

O espanhol Carlos Sainz (Audi) venceu esta quinta-feira a 11.ª e penúltima etapa dos automóveis na 44.ª edição do rali Dakar de todo-o-terreno. O francês Sébastien Loeb (BRX) voltou a ganhar tempo ao líder, o catari Nasser Al-Attiyah (Toyota).

Sainz, vencedor das edições de 2010, 2018 e 2020, conquistou a 41.ª vitória em etapas na prova, segunda da presente edição, ao concluir os 345 quilómetros cronometrados de hoje, em Bisha, na Arábia Saudita, em 3:29.32 horas.

Sébastien Loeb foi segundo, a praticamente dois minutos, e ganhou mais de quatro minutos ao líder, Nasser Al-Attiyah, que foi apenas sétimo classificado. O argentino Lúcio Alvarez (Toyota) foi o terceiro classificado do dia, a cerca de três minutos de Sainz.

Com estes resultados, Al-Attiyah tem, agora, 28.19 minutos de vantagem sobre Loeb e 1:03.43 horas sobre o saudita Yazeed Al Rajhi (Toyota), terceiro classificado da geral.

Nas motas, a vitória foi para o argentino Kevin Benavides (KTM), que completou a tirada em três horas e meia. O britânico Sam Sunderland (GasGas) foi segundo, a apenas quatro segundos do vencedor.

Com estes resultados, o piloto britânico da GasGas recuperou a liderança da classificação geral das motas, com 6.52 minutos de vantagem para o terceiro lugar, o chileno Pablo Quintanilla (Honda), o que pode significar a vitória na prova.

O português Joaquim Rodrigues Jr. - que venceu a terceira etapa da prova - ficou em terceiro lugar na etapa, chegando a cerca de dois minutos e meio de Benavides. Com esta classificação, subiu ao 14.º lugar da geral.

A prova termina na sexta-feira, com uma tirada de 680 quilómetros a ligar a localidade de Bisha à capital saudita Jeddah.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG