Camisolas 8 e 24 de Kobe Bryant nos Lakers retiradas

Os Los Angeles Lakers retiraram na segunda-feira as camisolas 8 e 24 que o jogador usou na Liga norte-americana de basquetebol (NBA) e agora estão junto com a de outros mitos no céu do Staples Center

"Muito obrigado por esta noite, mas não pelas camisolas que agora foram retiradas, mas pelas que usei antes. Sem elas, não estaria aqui hoje. Elas inspiraram-se a disputar este jogo ao mais alto nível", disse Kobe Bryant, na cerimónia que decorreu no intervalo do jogo entre Lakers e Golden State Warriors.

Kobe Bryant, de 39 anos, afirmou que foi o que foi devido a grandes estrelas do passado, como Magic Johnson, Kareem Abdul-Jabbar, Wilt Chamberlain, Elgin Baylor, Jerry West ou o seu contemporâneo Shaquille O'Neal, com o qual jogou nos Lakers.

Antes de Kobe, falou Magic, atual presidente das operações de basquetebol do clube californiano, que apresentou Bryant como "o melhor jogador que jamais vestiu a camisola ouro e violeta" dos Lakers, acrescentando que "não haverá outro tão grande".

Na sua carreira de 20 anos nos Lakers, Kobe Bryant, duas vezes campeão olímpico, conquistou cinco títulos da NBA, três com a camisola 8, com a qual marcou um total de 16.777 pontos, e dois com a 24, para mais 16.866.

"Quando era uma criança em Itália, sonhava que, um dia, a minha camisola seria retirada pelos Lakers, mas nunca imaginei que seriam duas", afirmou o ex-jogador do conjunto de Los Angeles.

Os dois números foram retirados e o proprietário dos Lakers, Jeanie Buss, explicou porquê: "Se separarmos os resultados que conseguiu com as duas camisolas, cada um desses jogadores merecia um lugar no Hall of Fame".

As camisolas de Bryant estão agora no teto do Staples Center junto às de nove glórias dos Lakers: Wilt Chamberlain, Elgin Baylor, Gail Goodrich, Magic Johnson, Kareem Abdul-Jabbar, Shaquille O'Neal, James Worthy, Jerry West et Jamaal Wilkes.

Bryant foi eleito uma vez o Jogador Mais Valioso (MVP) da época regular, em 2008, e duas da final, foi duas vezes o melhor marcador e, com 33.643 pontos na regular season, é o terceiro melhor marcador de sempre, apenas atrás de Jabbar e Karl Malone.

O dia de Kobe não acabou, porém, com o triunfo dos Lakers, batidos por 116-114 pelos Warriors, liderados por 36 pontos de Kevin Durant, incluindo o cesto que decidiu o jogo a 7,3 segundos do final do prolongamento.

Mesmo sem Stephen Curry, Draymond Green, Shaun Livingston e Zaza Pachulia, os Warriors somaram a nona vitória consecutiva, numa noite em que os Houston Rockets chegaram à 14.ª, ao receberem e baterem os Utah Jazz por 120-99, com 33 pontos de Eric Gordon.

Destaque ainda para os Boston Celtics, que bateram fora os Indiana Pacers por 112-111, graças a um sensacional roubo de bola de Terry Rozier, seguido de uma afundanço, nos instantes finais e mais 30 pontos de Kyrie Irving.

Exclusivos