Visita do Benfica à Choupana terminou num caos

Cardozo e Matic expulsos de forma polémica por Proença, que ainda chegou a ser atingido por uma garrafa. Jogo de grande espetáculo terminou com o árbitro a ser escoltado para fora do relvado.

O Nacional da Madeira impôs um empate a dois golos na receção ao Benfica, neste domingo, em jogo da 18.ª jornada da Liga. Numa partida considerada de "alto risco" por Jorge Jesus, os encarnados acabaram por vacilar antes do duelo com o Bayer Leverkusen, a contar para os dezasseis avos de final da Liga Europa, e poderão ver o FC Porto isolar-se na liderança, caso os dragões derrotem o Olhanense no Dragão, ainda neste domingo.

Um jogo de grande espetáculo, com duas equipas a jogarem com grande intensidade, acabou por ficar "manchado" pelos últimos minutos. Importa, precisamente, começar por aqui: aos 89 minutos, Óscar Cardozo pontapeou Marçal, quando o brasileiro tentava "esconder" a bola para perder tempo. Pedro Proença considerou que houve agressão e expulsou o paraguaio, mostrando, ainda, o segundo amarelo a Marçal. Na sequência do lance, Cardozo "puxou" Pedro Proença (Maxi Pereira e Luisão evitaram males maiores) e o árbitro foi atingido com uma garrafa na cabeça, atirada da bancada.

O árbitro lisboeta, de regresso a jogos do Benfica onze meses depois do célebre clássico "do fora-de-jogo" na Luz, até teve uma arbitragem discreta ao longo da partida, mas o jogo acabou mesmo sob nova onda de contestação dos encarnados: Matic, na disputa de um lance com um adversário, terá atingido o rival com o cotovelo, lance que Pedro Proença considerou ser agressão. O sérvio foi expulso e junta-se a Cardozo na lista de ausentes para o próximo jogo.

Pedro Proença acabou por ser escoltado para fora do relvado, perante as muitas ameaças oriundas das bancadas. Um ponto final indigno de um grande jogo de futebol, sobretudo na primeira parte. Estavam decorridos apenas seis minutos quando, à terceira tentativa, o Nacional marcou: com a defesa do Benfica a reclamar um fora de jogo inexistente, os insulares chegaram ao golo, com Diego Barcellos a encostar um passe de Claudemir. Os pupilos de Manuel Machado ameaçaram dar luta aos encarnados, mas o Benfica acabou por impor o domínio com naturalidade e dar a volta antes do intervalo.

Luisinho e Urreta, duas surpresas reservadas por Jorge Jesus para esta partida, estiveram nos dois golos do Benfica: o primeiro esteve no cruzamento que provocou o autogolo de Mexer, aos 15 minutos, e o segundo assinou um golaço, de livre direto, aos 37'. Já na segunda parte, Mateus, após cruzamento de Candeias que atravessou toda a área do Benfica, bateu Artur Moraes, aos 53', com o guarda-redes a ficar mal na "fotografia". O resto, já se sabe, terminou sob um clima de protestos e o Nacional bem pode agradecer à segurança de Gottardi, nos últimos minutos, ao negar o golo a Cardozo e Kardec. Os insulares dividem, agora, o 10.º lugar com o Sporting, com 19 pontos. O Benfica tem, virtualmente, 46 pontos, mais um que o FC Porto, e fica à espera de um "milagre algarvio" no Dragão.

90+6' Final do jogo! O Benfica empata 2-2 com o Nacional da Madeira e pode ver o FC Porto isolar-se na liderança, caso os dragões vençam o Olhanense, ainda neste domingo. A arbitragem de Pedro Proença, nos últimos minutos, vai dar muito que falar.

90+6' Matic é expulso! Proença considerou que Matic agrediu um adversário. Vai dar muito, mesmo muito que falar...

90+5' Kardec cabeceia por cima, no "canto do cisne". Vai acabar...

90+4' Gottardi segura uma investida do Benfica, na sequência de um livre direto.

90+4' Cartão amarelo para Diego Barcellos.

90+4' O Benfica bombeia as bolas para a grande área, na tentativa de chegar ao golo da vitória.

90+3' Kardec quase marcou! Cabeceamento do brasileiro, para Gottardi segurar!

90+2' Substituição no Benfica. Saiu Maxi Pereira e entrou Alan Kardec.

89' Marçal é expulso! Duplo cartão amarelo, supostamente por perder tempo.

89' Óscar Cardozo é expulso! Cartão vermelho direto.Cardozo pontapeou Marçal quando lhe tentava tirar a bola e Proença considerou agressão. Na sequência do lance, Cardozo "puxou" Pedro Proença e o árbitro foi atingido por um objeto oriundo da bancada.

88' Grande defesa de Gottardi, após remate de Salvio! Há momentos pediu-se penálti na grande área, num lance entre Marçal e Gaitán. Vai dar que falar...

86' Remate cruzado de Lima, ao qual Cardozo não chegou a tempo.

85' Remate rasteiro de Cardozo, um pouco ao lado do alvo.

84' O Benfica chega à dezena de pontapés de canto. O Nacional mete toda a gente na sua grande área, a defender.

81' Gottardi defende um remate fortíssimo de Cardozo!

80' Remate fortíssimo de Lima, a passar muito perto do alvo.

79' Já faltam forças ao Nacional para contra-atacar. O Benfica está melhor fisicamente, algo que poderá ser uma vantagem nestes últimos minutos.

76' Curiosamente, as duas equipas têm o mesmo número de remates: nove, mas o Nacional rematou mais vezes à baliza (quatro contra apenas três).

74' Gottardi evita o golo! Bom cruzamento de Gaitán para a grande área, Cardozo desvia em esforço ao segundo poste e o guarda-redes consegue travar o remate.

74' O Benfica continua a aplicar muita intensidade no jogo, com transições rápidas e a tentar chegar ao ataque em poucos toques.

71' Cabeceamento de Luisão, após cruzamento de Cardozo, a passar ao lado do alvo. Faltou alguém para encostar ao segundo poste.

71' Substituição no Nacional. Saiu Revson e entrou João Aurélio.

70' Nacional desperdiça um lance de contra-ataque, com a assistência de Mateus a não ter continuidade. Só o angolano e Candeias conseguem "empurrar" a equipa para a frente. O resto tem ordens para defender.

67' Benfica "aperta" a defesa do Nacional e usufrui de vários lances de bola parada. A equipa insular recua cada vez mais no terreno.

64' Os jogadores começam a acusar algum desgaste. Talvez por isso Manuel Machado vá já esgotar as substituições. Jorge Jesus tem mais uma para fazer. Kardec e André Almeida são candidatos.

61' Substituição no Benfica. Saiu Urreta e entrou Óscar Cardozo.

61' Substituição no Nacional. Saiu Miguel Rodrigues e entrou Aly.

59' Perigo junto à baliza do Benfica, com Keita a falhar o desvio, após cruzamento de Candeias, por muito pouco. O Nacional está a atacar muito bem, sobretudo pelo flanco direito, mas "treme" sempre que o Benfica entra no seu meio-campo.

58' Remate cruzado de Barcellos, um pouco ao lado do alvo.

56' Pontapé livre de Garay, a passar um pouco ao lado do alvo.

55' Cartão amarelo para Miguel Rodrigues, por derrubar Gaitán à entrada da grande área.

53' GOLO DO NACIONAL DA MADEIRA! MATEUS FAZ O 2-2! O Nacional consegue chegar ao empate, com culpas para o guarda-redes Artur: Candeias cruzou do lado direito, Barcellos falhou o remate na zona de penálti e a bola sobrou para Mateus, que atirou rasteiro e viu Artur deixar escapar a bola.

48' O Benfica não marcou por pouco! Urreta apareceu na "cara" de Gottardi e picou a bola por cima do guarda-redes, mas Lima chegou tarde para o desvio, que poderia ter acabado com o jogo.

46' Início da segunda parte! Bola para o Nacional.

- Substituição no Benfica. Saiu Rodrigo e entrou Nico Gaitán.

45+1' Intervalo na Choupana! O Nacional da Madeira esteve na frente, fruto de um golo de Barcellos aos seis minutos, mas o Benfica acabou por impôr o domínio e dar a volta ao resultado com naturalidade, com um autogolo de Mexer (15') e um grande golo de Urreta (37').

44' O Nacional pressiona no último terço do terreno, mas sem criar perigo. Mateus e Keita surgiram duas vezes em zona de finalização, para cabecear, mas estavam em fora-de-jogo.

40' Substituição no Nacional. Saiu Jota e entrou Mateus.

39' O Benfica domina o jogo por completo na Choupana. Manuel Machado não vai esperar mais e preparada uma sustituição.

38' Cartão amarelo para Marçal, que ficará suspenso na 19.ª jornada.

37' GOLO DO BENFICA! URRETA FAZ O 1-2! Golaço do extremo uruguaio e aposta ganha para Jorge Jesus! Pontapé livre do extremo, a 25 metros da baliza, que entrou na "gaveta" e deixou Gottardi sem hipóteses de defesa. Reviravolta anunciada e consumada na Choupana.

34' Defesa atenta de Artur Moraes, depois de um pontapé livre de Revson, que atirou à baliza quando se esperava um cruzamento.

31' Corte providencial de Miguel Rodrigues, perante a proximidade de Rodrigo e Lima em zonas de finalização.

29' Remate perigosíssimo de Rodrigo, para Gottardi defender.

28' Pontapé livre perigoso de Candeias, mas Garay limpou o lance na grande área.

25' Cruzamento perigoso de Lima, mas Salvio não conseguiu atacar a zona de finalização. Lima está a ter muito espaço para embalar com bola.

23' Benfica soma 70% de posse de bola, perante a pouca pressão da equipa do Nacional. Os insulares apostam unicamente em transições rápidas e futebol direto, a explorar a velocidade dos atacantes.

20' O Nacional prometeu nos primeiros minutos, mas está agora a sentir muitas dificuldades perante a pressão do Benfica. As movimentações constantes de Rodrigo e Lima estão a desequilibrar por completo a defesa insular.

17' Bola no poste da baliza do Nacional! Por duas vezes! Lima tirou a bola do alcance de Gottardi e a bola, lentamente, acabou por bater no poste; Mexer foi limpar o lance, perante a pressão de Matic, e voltou a acertar no poste antes de a bola sair para canto!

15' GOLO DO BENFICA! MEXER FAZ O 1-1! Autogolo do defesa moçambicano, que depois do cruzamento de Luisinho acabou por colocar a bola na própria baliza, com Lima já fora do lance. A surpresa insular durou apenas alguns minutos.

13' O Nacional coloca dez homens atrás da linha da bola, tentando espreitar saídas para o contra-ataque. Sem Rondón no "onze", é na velocidade e imprevisibilidade de Barcellos, Candeias e Keita que Manuel Machado confia para fazer golos.

10' As imagens televisivas confirmam que não houve fora-de-jogo no golo do Nacional. Decisão difícil mas acertada do auxiliar André Campos.

8' Jorge Jesus está perplexo com o que está a acontecer no relvado.

6' GOLO DO NACIONAL DA MADEIRA! DIEGO BARCELLOS FAZ O 1-0! Que grande surpresa na Choupana! A defesa do Benfica ficou parada a reclamar um fora-de-jogo que, por centímetros, não existiu e Claudemir, isolado, aproveitou para tocar para Diego Barcellos, que só teve que encostar para o fundo das redes.

5' Keita falha por pouco! Cruzamento perigoso do lado esquerdo, ao qual o avançado não chegou por pouco! Grande pressão do Nacional.

4' O Nacional não marcou por centímetros! Diego Barcellos aproveitou uma má saída de Artur Moraes e cabeceou por cima do guarda-redes, mas quando já se gritava "golo!" a bola passou ligeiramente ao lado!

1' Pedro Proença apita para o início da partida! Bola para o Benfica.

NACIONAL: Gottardi; Claudemir, Miguel Rodrigues, Mexer e Marçal; Moreno, Revson e Jota; Daniel Candeias, Diego Barcellos e Keita. Suplentes: Vladan, João Aurélio, Mateus, Rondon, Aly, Crespo e Bruno Moreira

BENFICA: Artur, Maxi Pereira, Garay, Luisão e Luisinho; Matic, Enzo Perez, Salvio e Urreta; Rodrigo e Lima. Suplentes: Paulo Lopes, Cardozo, Nico Gaitán, Melgarejo, Alan Kardec, Jardel e André Almeida.

É com "alerta máximo" que o Benfica defrontará neste domingo o Nacional da Madeira, na Choupana, a partir das 18.00, em jogo da 18.ª jornada da Liga. Os encarnados terminarão o jogo no Funchal minutos antes de o FC Porto entrar em cena, por isso até poderão ocupar, durante alguns momentos, a liderança da competição, ainda que o objetivo seja claro: é "proibido perder pontos", palavras de Jorge Jesus, de modo a não correr o risco de deixar o FC Porto "escapar" pela primeira vez desde setembro.

A visita à Choupana, palco que tradicionalmente oferece dificuldades aos "grandes", antecede o regresso do Benfica à Liga Europa, na luta por um lugar nos "oitavos" diante dos alemães do Bayer Leverkusen, mas Jorge Jesus não quer repetir os erros do passado. "A Liga é o nosso grande objetivo e o segundo é a Taça de Portugal. Se tiver que abdicar da Liga Europa, não hesitarei", garantiu o técnico, consciente de que "não vai haver muitos jogos em que Benfica e FC Porto possam perder pontos", por isso não admite que os jogadores deixem de "meter a pé" diante do Nacional. A Liga Europa pode esperar.

Ola John, porém, fica a 'descansar' e junta-se a Pablo Aimar e Carlos Martins na lista de ausentes, num jogo que marca o regresso de Pedro Proença a jogos do Benfica, onze meses depois. Uma nomeação que motivou um desejo de Manuel Machado. "Espero que sejam as duas equipas a resolverem o jogo", disse o timoneiro dos insulares, numa 'desconfortável' 12.ª posição e com a permanência ainda em discussão. Manuel Machado reconhece que o Benfica "praticamente só tem um rival" à altura, mas promete guerrear pelos três pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG