Veiga diz que Vieira esconde algo para antecipar eleições

O "Movimento Benfica Vencer, Vencer" apresentou-se ontem, fazendo bastantes críticas ao actual presidente. O nome do eleito para combater com Luís Filipe Vieira está escolhido, mas o desafio ainda não foi aceite por aquele que pode ser o candidato a presidente.

Varandas Fernandes e o juiz Rui Rangel acusaram ontem, tal como José Veiga, Luís Filipe Vieira, presidente demissionário e candidato ao próximo acto eleitoral do Benfica, marcado para 3 de Julho, de ter tido receio de ir a votos em Outubro, dificultando assim a tarefa do "Movimento Benfica Vencer, Vencer" em escolher um candidato que enfrente Luís Filipe Vieira e também Bruno Carvalho nas próximas eleições para a presidência da direcção do clube da Luz.

José Veiga, que integrou a direcção de Luís Filipe Vieira, e que com este celebrou a conquista do último título de campeão nacional da equipa de futebol do clube, em 2004/2005, mostrou-se convicto de que se o "Movimento Benfica Vencer, Vencer" apresentar um candidato na segunda-feira, 22, este poderá destronar Luís Filipe Vieira do cargo de presidente do Benfica.

"Fico a aguardar. Quando houver uma candidatura veremos. A minha preocupação é ajudar o Benfica a não discutir lugares", afirmou José Veiga, após a apresentação oficial do "Movimento Benfica, Vencer, Vencer".

O antigo empresário de jogadores, que assumiu o apoio ao movimento, considerou que o actual presidente do clube lisboeta demonstrou ter "medo" ao antecipar as eleições que estavam agendadas para Outubro.

"Ele (Luís Filipe Vieira) mostrou medo sem qualquer justificação. Terá ainda que explicar a razão ou o que tem a esconder. Ninguém percebe e ainda ninguém conseguiu explicar", frisou Veiga.

O antigo director desportivo do clube da Luz, que fez parte da Direcção de Vieira e se sagrou campeão nacional de futebol em 2005, defendeu que uma candidatura criada pelo "Movimento Benfica, Vencer, Vencer" terá "todas as possibilidades de ganhar as eleições".

Segundo o DN sabe, o Movimento tem auscultado algumas personalidades com capacidade para se bater com Luís Filipe Vieira nas urnas.

Até final da semana vai haver um rosto, muito embora esse mesmo rosto já esteja escolhido, tendo pedido uns dias para dar uma resposta definitiva, pois tem de se desvincular da sua actual actividade profissional.

O nome do eleito continua no segredo dos deuses, tendo sido José Veiga a liderar as conversações com o potencial candidato às eleições. Se o eleito recusar, é possível, sabe o DN, que o dito movimento não apresente candidato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG