Júlio César garante que renovação está bem encaminhada

"Falta só pegar numa caneta e assinar", disse o guarda-redes encarnado

O guarda-redes brasileiro Júlio César frisou esta quinta-feira que a renovação de contrato com o Benfica "está bem encaminhada", não sendo uma situação que preocupe o futebolista e que a ideia é continuar por mais duas épocas.

"Nunca foi uma coisa que me preocupou. O meu relacionamento com o presidente sempre foi aberto, sincero e direto e é uma situação que não me preocupa. Está bem encaminhado, falta só ir à SAD e pegar numa caneta e assinar esse contrato", justificou o guardião.

Júlio César, que falou à imprensa no âmbito de uma visita à àrea de pediatria numa unidade hospitalar de Lisboa, reiterou que a sua vontade é a de continuar, face à satisfação que sente em Lisboa e no Benfica, e quando o seu contrato termina em junho deste ano.

"Quero muito ficar, nunca escondi o quão feliz estou em Lisboa e pelo Benfica me ter recebido tão bem e pelos 'torcedores'", acrescentou, dizendo que para trás ficou o momento em que pensou em terminar a carreira, após à má campanha do Brasil no Mundial2014.

Para o guarda-redes tudo mudou com a vinda para a Luz: "Hoje, estou a reencontrar a autoestima, a felicidade de jogar a bola, num clube que luta por títulos, tudo isso muda e faz pensar em várias coisas. Num momento emocional, não se pode tomar decisões, não posso determinar quando vou parar, não preciso fazer essas contas".

O guarda-redes, de 36 anos, não deixou também de falar do Benfica na I Liga, do capitão Luisão, de quem espera o regresso, ou do ruído no futebol português, quando questionado em relação às palavras de Octávio Machado, diretor-desportivo do Sporting, de que o Benfica quereria Slimani castigado.

"Não falo e não me meto, procuro fazer o meu trabalho. Nem sabia disso, preocupo-me em treinar bem, para chegar aos jogos e jogar bem", referiu, explicando que em todos os campeonatos pelos quais passou existe sempre 'ruído', que "é tudo igual".

Júlio César falou também da ambição do Benfica em chegar à liderança do campeonato, uma posição que, segundo o guardião, é aquela "a que está acostumado a ficar" e num momento em que tem dois pontos de desvantagem para o líder Sporting.

"É uma fase determinante, especialmente com Sporting e Benfica com dois pontos. O Sporting não pode errar e o Benfica está ali para recuperar a primeira posição", sustentou o jogador, que, no domingo, na 20.ª jornada, espera um Moreirense completamente diferente do goleado na Taça da Liga (6-1).

A ausência de Luisão não é esquecida, com o guarda-redes a falar em sintonia com o capitão, "uma figura muito importante para o grupo", mas sem deixar de falar que Lisandro López tem feito um bom trabalho e que o Benfica é mais do que 11 jogadores.

"É o capitão [Luisão], uma referência. O Lisandro tem feito um trabalho bom, o Benfica é composto de um elenco forte e não só 11 jogadores, não joguei com o Oriental e o Ederson também fez um trabalho maravilhoso", justificou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG