"Jogadores como Matic só aparecem de 10 em 10 anos"

Em antevisão à partida com o Marítimo, Jorge Jesus aproveitou para comentar a recente polémica das suas declarações sobre a formação, acrescentando também que estar em primeiro lugar não traz mais pressão à equipa.

Quando questionado, logo após o jogo com o Leixões, se algum jovem da formação poderia substituir Matic, transferido para o Chelsea, o técnico disse que estes teriam que "nascer dez vezes". Esta declaração causou algum polémica e inclusivamente algumas respostas de jovens da formação, que depois desmentiram estar a atacar Jorge Jesus.

"A afirmação não pode ser separada da pergunta que me fizeram, se havia na formação algum jogador para substituir o Matic. Se não existissem valores na formação não teríamos já três jogadores no plantel principal. Mas Matic é outro assunto, este tipo de jogadores só aparece de 10 em 10 anos", afirmou Jorge Jesus.

Sobre o jogo com o Marítimo, única equipa que derrotou o Benfica para a I Liga, logo na primeira jornada, o treinador encarnado referiu que os madeirenses "têm três jogadores na frente muito rápidos e criativos".

"Temos de trabalhar com as nossas ideias e conhecer o adversário. Merece-nos o maior respeito. Mas os jogos não se vencem falando muito, mas sim dentro de campo", acrescentou.

A liderança do campeonato também não tira o sono a Jesus, que diz que o primeiro lugar "não traz mais pressão". "Estamos habituados, no Benfica, a trabalhar com esta pressão", frisou.

Sobre as recentes queixas de Pinto da Costa sobre a arbitragem do clássico, Jorge Jesus não teve muitas palavras.

"Cada clube tem a sua estratégia e as declarações dos nossos rivais terão de ser justificadas por eles. O Benfica irá manifestar-se quando entender ter razões para isso", disse.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG