Jesus diz que vantagem sobre o FC Porto "não é confortável"

Técnico do Benfica alerta que o avanço de seis pontos sobre o FC Porto ainda não confere tranquilidade, até porque vai defrontar "uma equipa de top" da I Liga, o Marítimo.

O treinador do Benfica elegeu neste sábado o Marítimo como "uma das equipas de top" da I Liga, mas frisou que os encarnados estão empenhados em aumentar a atual vantagem sobre a concorrência direta.

Jorge Jesus, que fazia a antevisão da partida da 17.ª jornada, começou por lembrar as dificuldades inerentes às deslocações à Madeira, considerando que as águias terão pela frente "uma das melhores equipas do campeonato".

"O jogo frente ao Marítimo enquadra-se no que é habitual na Madeira. É um jogo difícil. O Marítimo é umas das equipas de top do nosso campeonato, está nas 10 melhores equipas. É um jogo extremamente complicado, mas o Benfica tem obrigação de ter argumentos para ultrapassar as dificuldades do jogo", afirmou, em conferência de imprensa, no Estádio da Luz.

Dessa forma, o técnico espera contar com a ajuda de "uma falange muito forte" de adeptos benfiquistas, nos Barreiros, até porque a vantagem de seis pontos sobre o segundo classificado, FC Porto, ainda "não é confortável".

"O Benfica fez coisas muito boas na primeira volta, o que deu origem a esta vantagem de seis pontos. Mas, não é uma vantagem confortável, porque no futebol tudo pode mudar rapidamente. Queremos, cada vez mais, aumentar essa vantagem. É com essa ideia que trabalhamos em todos os jogos. Faltando uma jornada para terminar a primeira volta, os nossos rivais poderiam pensar que não seria possível termos esta vantagem", referiu.

Jorge Jesus confirmou que Luisão "vai estar na convocatória" para a partida de domingo, depois da lesão contraída no clássico com o FC Porto, em dezembro passado. César, Rúben Amorim e Fejsa estão indisponíveis.

De resto, nos Barreiros, o capitão benfiquista deverá cumprir o 440.º jogo oficial com a camisola da águia, igualando o registo de Eusébio.

"São 12 anos de Benfica. Não é fácil nos tempos atuais. O Luisão já faz parte da casa, é um símbolo e um líder. Tudo isso lhe tem dado prestígio, pela qualidade que tem. É um exemplo para os outros", sublinhou Jorge Jesus.

Por outro lado, o treinador escusou-se a comentar a possível chegada do avançado uruguaio do Peñarol Jonathan Rodríguez, uma vez que "ainda não é jogador do Benfica".

O líder Benfica, com 43 pontos, visita o reduto do Marítimo, 10.º classificado, com 20, no domingo, a partir das 18.00, numa partida que será dirigida pelo árbitro Carlos Xistra, de Castelo Branco.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG