Jesus assume testar jogadores no jogo com Bayer Leverkusen

Jorge Jesus reconheceu hoje que, apesar de ser um jogo de responsabilidade, o Benfica-Bayer Leverkusen, da Liga dos Campeões de futebol, vai servir para os "encarnados" encontrarem novas opções para as competições nacionais.

"É um jogo de 'Champions'. É verdade que desportivamente já não temos hipótese de estar na Europa, mas temos a responsabilidade de o Benfica jogar sempre para ganhar e de esta ser uma competição de prestígio. Também há a questão financeira. É um jogo que não conta para o apuramento, mas conta para a nossa identidade", destacou o técnico benfiquista, na conferência de imprensa de antevisão do encontro da última jornada do Grupo C.

Jorge Jesus não escondeu que o jogo de terça-feira vai servir para testar jogadores "que podem não ter jogado tanto" e que assim "podem mostrar que podem ser apostas nas competições em Portugal".

"É um jogo de responsabilidade, mas não é um jogo de risco em termos de objetivos desportivos. Procurámos juntar o útil ao agradável. Queremos que seja uma equipa competitiva e que dê respostas a jogadores que não têm jogado tanto", prosseguiu, assumindo que, no final do encontro, espera poder contar com mais "três, quatro" futebolistas para defender os títulos nacionais.

Segundo o treinador "encarnado", a utilização de jogadores com poucos minutos no campeonato também funciona como fator motivacional, para que todos percebam que são peças da engrenagem do Benfica.

Com a despedida à Europa marcada para terça-feira, às 19:45, no Estádio da Luz, em Lisboa, Jesus preferiu deixar de lado o passado, olhando sim para o futuro.

"Quem é que não queria estar na Europa? Ou na 'Champions' ou na Liga Europa? Sabemos quanto isso foi prestigiante ao longo destes cinco anos, sabemos quanto valoriza um treinador, os jogadores. Queríamos estar onde estão os melhores, porque temos condições para isso. Não aconteceu", lamentou.

Questionado sobre o que poderia ter sido diferente, o técnico recordou que a realidade é que o Benfica já está fora das competições europeias e, por isso, "o presente e o futuro é que são o caminho".

Ainda sem jogos na equipa principal, João Teixeira, vindo do Benfica B, mostrou-se orgulhoso com a confiança de Jorge Jesus, assegurando estar preparado para se estrear na Liga dos Campeões caso o treinador assim o entenda.

"Se fui convocado foi porque o treinador entendeu que estava preparado. Foi uma enorme alegria ter recebido esta notícia, agora só tenho de justificar a chamada", disse, confessando que o orgulho de vestir a camisola das "águias" seria ainda maior na Liga dos Campeões.

O médio apontou como exemplos a seguir André Gomes e o André Almeida, "que começaram há dois anos na equipa B e agora são jogadores da seleção A".

O Benfica, último classificado do Grupo C, com quatro pontos, recebe na sexta e última jornada da fase de grupos o Bayer Leverkusen, primeiro com nove.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG