Vieira quer resultados apesar da aposta nos jovens da casa

O presidente do Benfica jantou esta quinta-feira, na Luz, com atuais e e antigos dirigentes do clube e deixou recados

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, pediu esta quinta-feira paciência aos adeptos encarnados, relembrando que a mudança de paradigma tem os seus custos e que é altura de todos se unirem em prol da estabilidade do clube, mas deixou claro que a aposta na juventude "não pode ser incompatível com os resultados".

O discurso do dirigente, durante o jantar que juntou os atuais órgãos sociais do Benfica e os de direções anteriores, sustentou também que atualmente o clube vive um "período de transição".

"Esta não significa menor ambição ou menor exigência. Significa apenas uma mudança de paradigma. Uma maior aposta na formação. Menos compras. Mais jovens. É esta a visão que tenho para o futuro do Benfica. Mas esta visão não pode ser incompatível com resultados e alguns momentos temos de ser exigentes. Essa exigência existe cá dentro", afirmou.

É precisamente derivado a esta mudança de paradigma que Vieira pediu tempo e que esta tem os seus custos.

"Nuns momentos temos de ser exigentes, noutros momentos temos de ser pacientes. É esse equilíbrio que quero pedir a todos. Sermos exigentes, mas ao mesmo tempo perceber que nenhuma mudança de faz de forma instantânea e sem alguns custos", realçou.

Num período em que a equipa principal de futebol está no terceiro lugar da I Liga a sete pontos do líder Sporting, Luís Filipe Vieira apelou à união de todos os benfiquistas como forma de dar estabilidade ao clube.

"Dentro do Benfica temos o direito a divergir, mas os nossos adversários estão lá fora. Mas ativos do que nunca e que nos obriga a estar mais unidos do que alguma vez estivemos na defesa do Benfica. Termos chegado aqui é sucesso e mérito de todos. O Benfica não tem aldeias. Não tem fações. O Benfica é só um", concluiu.

Ler mais

Exclusivos