Talisca mantém o Benfica na difícil luta pelos "oitavos"

O fenómeno brasileiro estreou-se a marcar na Liga dos Campeões e "salvou" um jogo no qual o AS Mónaco se superiorizou em larga parte. Benfica vai a São Petersburgo discutir o apuramento.

Talisca - quem mais? - estendeu a já revelada faceta de "herói" na I Liga à Liga dos Campeões, ao assinar o único golo do triunfo do Benfica sobre o AS Mónaco, por 1-0, resultado que mantém a equipa de Jorge Jesus na luta por um lugar nos "oitavos". O AS Mónaco, de Leonardo Jardim, dominou durante largos minutos na Luz e ameaçou eliminar já a equipa encarnada, mas do "abençoado" pé esquerdo de Talisca saiu a salvação, aos 82 minutos.

As contas do Benfica são simples: o jogo em São Petersburgo será uma verdadeira final. Em caso de derrota, a equipa da Luz estará eliminada. Se vencer, poderá confirmar o apuramento na derradeira jornada, na receção ao Bayer Leverkusen. Por fim, caso empate diante da equipa de André Villas-Boas, o Benfica dependerá de terceiros para ir aos "oitavos". Contas que talvez nem fossem possíveis de fazer se Talisca não tivesse "aparecido".

O AS Mónaco, que sofreu o primeiro golo e a primeira derrota na Champions, nunca se "encolheu" na Luz, embora a primeira parte tenha sido pautada pelo equilíbrio. No primeiro tempo, o Benfica não ofereceu trabalho ao guarda-redes Subasic: Salvio (5') e Gaitán (45') foram os únicos a criar perigo, mas sem acertar na baliza. Pedia-se mais aos encarnados, mas foi o AS Mónaco a apresentar-se mais forte na etapa complementar.

Os talentosos Ocampos e Ferreira-Carrasco - sobretudo o lusodescendente - fartaram-se de fazer "estragos" nos flancos e o Benfica bem pode agradecer a Júlio César o facto de ser ter mantido na discussão pelo resultado, fruto de uma série de defesas que atestam a qualidade do experiente guardião. Só nos últimos 15 minutos o Benfica voltou a aproximar-se da baliza adversária, já com Lima ao lado de Derley na frente, e foi sequência de um canto, aos 82', que surgiu o desejado golo.

Derley ganhou de cabeça ao primeiro poste e Talisca, ao segundo, encostou para o fundo das redes. Um triunfo que rende um milhão de euros à SAD, mas que não sossega a equipa da Luz: caso perca em São Petersburgo e o AS Mónaco vença o Bayer Leverkusen, o Benfica nem à Liga Europa irá. As águias, no entanto, mantêm-se na luta pela passagem pela fase de grupos, algo que desde o atual formato da Liga dos Campeões, criado em 1992, só aconteceu três vezes, uma com Jorge Jesus (2011/12).

Filme do jogo:

90+4' Final do jogo!

90+3' Pontapé livre de Lima, a sair por cima do alvo.

90' Três minutos de compensação...

90' Substituição no Benfica. Saiu Gaitán e entrou Tiago.

89' Salvio, em boa posição na grande área, acerta mal na bola e atira muito ao lado do alvo.

88' Cabeceamento de Kurzawa, a sair por cima do alvo.

86' Substituição no AS Mónaco. Saiu Kondogbia e entrou Germain.

86' Substituição no Benfica. Saiu Derley e entrou Cristante.

85' Cartão amarelo para Marcial, por travar Maxi Pereira.

83' Jardel toca a bola com o braço na grande área. O árbitro assinala canto.

82' GOLO DO BENFICA! TALISCA FAZ O 1-0! Quem mais poderia ser? O médio-ofensivo brasileiro, na sequência de um pontapé de canto, apareceu ao segundo poste a finalizar e a desatar o nulo, numa segunda parte quase sempre dominada pelo AS Mónaco. Benfica na frente, a Luz respira de alívio.

81' Cruzamento perigoso de Gaitán, para um corte decisivo de Ricardo Carvalho. O Benfica está melhor nos últimos minutos.

79' Jorge Jesus prepara a entrada de Tiago (Bebé).

77' Defesa atenta de Júlio César, após remate forte de Kurzawa, lateral esquerdo de indiscutível qualidade e projeção internacional.

76' Lima quase marcava! Jardel assistiu Lima na grande área, para uma cabeçada forte do avançado, mas a bola saiu ligeiramente ao lado do alvo. A bola ainda bateu em Ricardo Carvalho, mas o árbitro não assinalou o devido canto.

74' Cartão amarelo para João Moutinho, num erro do árbitro: deveria ter aplicado a lei da vantagem e, depois sim, mostrar o cartão.

73' Corte providencial de Maxi Pereira, a evitar o remate de Martial. Só o AS Mónaco está a lutar pela vitória na segunda parte...

72' Substituição no AS Mónaco. Saiu Traoré e entrou Martial, jovem esperança de 18 anos. Jardim, recorde-se, não tem Berbatov à disposição.

70' Moutinho deixa a bola escapar na grande área. O AS Mónaco continua "em cima" do Benfica.

67' Traoré novamente a criar perigo, mas o remate do ponta-de-lança sofreu um desvio em Luisão e saiu para canto. Jardel com muitas dificuldades nesta partida.

65' Remate perigoso de Lima, que sofre um desvio e sai para pontapé de canto.

64' AS Mónaco e Benfica com 26 ataques cada. Os monegascos somam 11-10 em remates, 4-2 à baliza.

62' Substituição no AS Mónaco. Saiu Ocampos e entrou Dirar.

62' Substituição no Benfica. Saiu Samaris e entrou Lima.

62' Defesa de Júlio César, após mais um remate de Ferreira-Carrasco. Está endiabrado, o extremo.

61' Ferreira-Carrasco - que bem joga o lusodescendente - faz o que quer da defesa do Benfica, mas o remate sofreu um desvio e saiu para pontapé de canto. O Benfica está altamente permeável pelas alas.

60' Enorme defesa de Júlio César! Ferreira-Carrasco passou com facilidade por Jardel e ficou com tudo para fazer o golo, mas a defesa do guarda-redes do Benfica estragou-lhe a festa.

59' Lima há um minuto à espera para entrar. Entretanto Tiago, ou Bebé, começou a aquecer.

58' Júlio César salva! Traoré rematou em ângulo desfavorável, mas foi a intervenção do guarda-redes brasileiro a evitar o 1-0.

57' Cartão amarelo para Toulalan, por aparente conduta antidesportiva.

56' Remate fortíssimo de Toulalan, para a bancada.

56' Jorge Jesus chama Lima, que estava a aquecer ao lado de Pizzi e Cristante.

55' Dois pontapés de Talisca, ambos contra a barreira.

53' Subasic posto à prova pela primeira vez: remate forte e em arco de Talisca, à entrada da grande área, para uma boa defesa do guardião do AS Mónaco.

50' Ferreira-Carrasco volta a criar perigo: acertou mal na bola na grande área, caso contrário poderia ter inaugurado o ativo.

50' AS Mónaco quase marcava! Fabinho cruzou para Kruzawa, que ganhou a Maxi Pereira e cabeceou um pouco ao lado do alvo.

49' Ocampos ultrapassa Enzo Pérez e entra na grande área, mas depois falha no cruzamento. AS Mónaco melhor após o intervalo.

46' Cruzamento perigoso de Ferreira-Carrasco, mas ninguém atacou a zona de finalização.

46' Início da segunda parte. Bola para o AS Mónaco.

45+1' Intervalo na Luz, com 0-0 no marcador. Com este resultado o Benfica não está matematicamente afastado dos "oitavos", mas seria necessária uma conjugação de resultados improvável no que resta do grupo para se apurar.

45' Gaitán quase marcava! O criativo argentino fez tudo bem, após toque de Salvio, mas o remate do camisola 10 sofreu um desvio de Raggi e saiu por cima.

42' Maior ascendente do AS Mónaco na partida. Está a recuperar em todos os índices - posse de bola, ataques e remates.

40' Cartão amarelo para Ricardo Carvalho, por travar um contra-ataque de Talisca.

39' Júlio César faz uma defesa espetacular, após cabeceamento de Kurzwaw, mas foi assinalado fora-de-jogo - erradamente.

38' Cartão amarelo para Enzo Pérez, que reage em fúria a uma falta cometida pelo próprio.

37' Remate de Ferreira-Carrasco, desenquadrado com o alvo.

36' Ferreira-Carrasco pisa a mão de André Almeida. Lance acidental, mas que deve ter doído, deve.

33' Talisca, Salvio e Gaitán conseguem desequilibrar no último terço do terreno, quando surge Maxi Pereira em apoio no flanco, mas o AS Mónaco está ser eficaz a defender a sua grande área.

31' Benfica pouco incisivo no ataque: apenas um remate enquadrado com a baliza, em cinco tentativas, apesar de somar já 19 ataques.

29' Cartão amarelo para Samaris, por travar um contra-ataque.

28' Muitos insultos para João Moutinho oriundos da bancada. O médio português sabe o que é marcar e ganhar na Luz e não deixa boas memórias aos adeptos locais.

26' Cartão amarelo para Lacina Traoré, por derrubar André Almeida.

23' AS Mónaco a criar perigo. Ocampos rematou já dentro da grande área, mas o remate foi intercetado.

20' Benfica com 64% posse de bola, 12 ataques e cinco remates (um à baliza); o AS Mónaco atacou sete vezes e rematou uma vez à baluza.

18' Tentativa de remate de André Almeida, para a bancada.

16' Salvio volta a trabalhar bem, mas Nico Gaitán e Derley falharam o remate na grande área.

15' Salvio tentava cruzar para Derley, mas Raggi antecipou-se ao ponta-de-lança.

13' "Abertura" de Talisca para André Almeida, mas Subasic chegou primeiro.

11' Depois da vitória do Bayer Leverkusen em São Petersburgo, se o Benfica perder hoje estará afastado dos "oitavos".

9' Benfica apostado em transições rápidas, quase sempre com Talisca na condução pela zona intermediária, mas o AS Mónaco também se posiciona para apostar no contra-ataque.

7' O AS Mónaco, com Ricardo Carvalho e Moutinho no "onze", tenta tornar-se no primeiro clube francês a vencer em casa do Benfica. Em 13 jogos, o Benfica venceu nove e empatou quatro ante gauleses.

5' Que perdida de Salvio! Talisca fez tudo bem, ao descobrir Salvio "entrelinhas" e isolar o argentino, mas o extremo rematou ao lado do alvo, quando já estava na grande área.

4' Primeira iniciativa ofensiva do Benfica, com Nico Gaitán a rematar em zona central, para Subasic encaixar.

2' O Benfica nunca cumpriu os primeiros quatro jogos de uma competição europeia sem vencer pelo menos um deles. Um registo que a equipa tentará evitar hoje.

1' David Fernández Borblán apita para o início do jogo! Bola para o Benfica.

BENFICA: Júlio César; Maxi Pereira, Luisão, Jardel, André Almeida; Andreas Samaris, Enzo Pérez; Salvio, Talisca, Nico Gaitán; Derley. Suplentes: Artur Moraes, César, Benito, Cristante, Tiago (Bebé), Pizzi e Lima.

AS MÓNACO: Subasic; Fabinho, Raggi, Ricardo Carvalho, Kurzawa; Toulalan, Kondogbia, João Moutinho; Germain, Ferreira-Carrasco e Traoré. Suplentes: Stekelenburg, Abdennour, Dirar, Bakayoko, Bernardo Silva, Germain e Martial.

O Benfica disputa nesta terça-feira a primeira "final" na luta por um lugar nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. A equipa de Jorge Jesus defronta o AS Mónaco, na Luz (19.45), e só a vitória interessa, caso contrário o registo negativo dos encarnados na Champions deverá prolongar-se.

As águias somam apenas um ponto no grupo, proveniente do empate (0-0) há 15 dias em casa da equipa gaulesa, e têm de vencer para se manterem na corrida aos "oitavos", sendo que ainda terão de defrontar e vencer os outros dois adversários, o Bayer Leverkusen (derrota por 3-1 na Alemanha) e o Zenit (derrota por 2-0 em casa).

No máximo, o Benfica poderá somar 10 pontos - a pontuação da época passada, em que nem assim a equipa de Jorge Jesus foi aos "oitavos". Matematicamente, o Benfica até poderá empatar diante do AS Mónaco e ainda ter hipóteses de apuramento. Mas isso implicaria uma conjugação de resultados - que envolveria a diferença de golos - altamente improvável nos últimos dois jogos.

Desde que a Liga dos Campeões sucedeu à Taça dos Campeões Europeus, só por três vezes o Benfica superou a fase de grupos da principal competição da UEFA. Fê-lo em 1994, com Artur Jorge, em 2005, com Koeman, e em 2011, com Jorge Jesus. Um registo longe de ser um sucesso, apesar de nas duas últimas épocas o Benfica ter encontrado algum reconforto no "rebaixamento" para a Liga Europa, ainda que a equipa de Jorge Jesus tenha perdido duas finais consecutivas nessa competição.

De resto, até o apuramento para a Liga Europa se poderá complicar se o Benfica não alcançar um bom resultado ante o AS Mónaco, que começará já depois de o Zenit-Bayer Leverkusen ter terminado. Lisandro López, suspenso, está afastado da partida, para a qual Nico Gaitán está em dúvida, devido a problemas físicos. E Salvio terá que ter "cuidado", pois se vir um cartão amarelo não defrontará o Bayer Leverkusen na próxima jornada - que também será decisiva, falta saber se em relação à Champions ou à Liga Europa.

Ler mais

Exclusivos