Saponjic é "fã do futebol do Benfica"

Avançado sérvio de 18 anos assinou contrato por cinco temporadas e meia

O avançado sérvio Ivan Saponjic, que esta terça-feira assinou um contrato por cinco épocas e meia com o Benfica, assumiu-se fã do estilo de jogo do clube da Luz, que considerou a equipa certa para o seu futebol atacante.

"Tenho seguido o Benfica nas últimas épocas e, ao ver alguns jovens sérvios que têm passado pelo clube, fiquei fã. Gosto particularmente do género de futebol que é praticado. Adapta-se ao meu estilo de jogo. Acho que é o clube certo para mim", começou por referir à BTV.

O avançado sérvio realçou que, apesar da experiência que teve no Partizan poder ajudá-lo na transição para os 'encarnados', o Benfica é um desafio ainda maior.

"O Benfica é um dos maiores clubes do mundo e poderia estar aqui dez dias seguidos a falar do clube... tem uma história tremenda", acrescentou, referindo-se à referência Eusébio, sem esquecer Nuno Gomes ou Rui Costa, "dois grandes jogadores" que teve a oportunidade de conhecer.

O jovem ponta de lança sérvio, de 18 anos, descreveu-se como um jogador "essencialmente forte no jogo aéreo", com um bom remate nos dois pés e um sentido apurado de golo.

"O futebol português tem mais espaço do que o sérvio. É um futebol mais aberto, mais atacante, um futebol que me pode fazer aparecer mais vezes", analisou.

Assumindo querer ser campeão pelo clube da Luz esta temporada, Saponjic garantiu que vai dar tudo em cada jogo, em cada treino e que espera poder contar com a ajuda do contingente sérvio dos 'encarnados' para melhor se adaptar.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".