Rui Vitória: "Quem está à frente tem sido o melhor"

O treinador do Benfica reconhece que é justa a liderança do FC Porto, mas avisa: "Estamos cá para defendermos o que conquistámos na época passada"

Rui Vitória, treinador do Benfica, admitiu este sábado que o FC Porto é um líder justo após 10 jornadas disputadas na Liga. "Quem está na frente tem sido o melhor, mas é preciso ter atenção às análises parcelares, pois ainda não chegamos ao final do primeiro terço do campeonato", começou por dizer, deixando contudo uma certeza: "No final faremos os balanços. Isto é uma maratona ou, se quiserem, um combate de boxe."

O facto de o Benfica já ter sete pontos perdidos na Liga é explicado pelo treinador do Benfica com "uma série de aspetos que podem ter contribuído para isso", passando a enumerar alguns: "A alternância de jogadores por algumas lesões, o facto de o início de época não ter sido igual para todos, e em alguns jogos algum problema no aspeto defensivo." Ainda assim lembra que "passaram dez jogos" e que a sua equipa "vai querer agora melhorar". "Vamos estar prontos para o que falta do campeonato. O que conquistámos, nomeadamente na época passada, estamos cá para defendermos."

Uma das questões abordadas em relação ao jogo deste domingo em Guimarães tem sido o menor tempo de recuperação dos vimaranenses, tal como foi devidamente sublinhado pelo técnico Pedro Martins. Rui Vitória admitiu que o adversário tem "menos tempo", mas assume que a recuperação física entre os jogos "tem muito a ver com questões mentais". "O facto de terem ganho ao Desp. Aves e ao Marselha dá-lhes uma grande confiança. O jogo não se analisa apenas pela questão física, pois a questão mental é importante, como tal temos de perceber o tipo de adversário que temos pela frente e como defrontá-lo", frisou.

Esta época iniciou-se com um triunfo do Benfica perante o V. Guimarães na Supertaça, algo que Rui Vitória desvaloriza para o jogo de amanhã até porque os minhotos "mudaram muito em relaçao a esse primeiro jogo". "Prevejo jogo difícil, com um adversário duro, pois tem uma excelente equipa, que sabe como atacar o adversário. Como tal, temos de estar a um nível elevado se quisermos ganhar", assumiu.

As dificuldades de o Benfica vencer fora de casa foram também desvalorizadas pelo técnico encarnado, apesar de o assumir como "um dado objetivo". "Quando cá cheguei não ganhávamos fora, mas depois batemos o recorde de triunfos fora de casa. Por exemplo, o que assistimos em Manchester foi muito positivo e só por infelicidade não fizemos golos", explicou, admitindo que o Benfica "não tem estado tão bem fora".

Sem confirmar o regresso de Jonas ao onze e o regresso ao 4x4x2, Rui Vitória lembrou que "cada jogo tem uma história diferente". "Em Manchester adotamos uma determinada estratégia, amanhã vamos encontrar uma equipa com jogadores rápidos na frente como Raphinha, Hurtado, Heldon, Rafael Miranda. Como tal, temos de ter jogadores que percebam esta dinâmica do adversário, pois trata-se de uma realidade diferente da de terça-feira e, como tal, vamos adotar a melhor estratégia que também tem a ver com aquilo que quero para a minha equipa nesta partida."