Benfica com lucro de 2,6 milhões e renovações de Lindelöf e Lisandro

Clube da Luz apresentou contas do primeiro semestre da época 2016/2017, nas quais ainda não entram as saídas de Gonçalo Guedes e Hélder Costa. Encarnados pagaram 30,3 milhões em custos com pessoal

O Benfica comunicou este domingo à CMVM as contas relacionadas com o primeiro semestre da temporada 2016/2017 e que fecharam a 31 de dezembro do ano passado.

Os encarnados apresentam um lucro de 2,6 milhões de euros mas é importante dizer que ainda não estão contabilizadas as vendas de Gonçalo Guedes e Hélder Costa que se processaram durante o mês de janeiro o que faz pressupor um lucro nas contas do semestre em curso. A SAD explica mesmo que a saída dos dois futebolistas deu-se por "um montante global de 45 milhões de euros".
Os rendimentos operacionais situam-se nos 69,4 milhões e o ativo é de 459,6 milhões, superior ao passivo que baixou 20 milhões para a fasquia dos 434,9 milhões de euros.

Refira-se ainda que no documento enviado ao mercado o Benfica anuncia as renovações dos centrais Lisandro e Lindelöf, ambos até 30 de junho de 2021.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...