Benfica com lucro de 2,6 milhões e renovações de Lindelöf e Lisandro

Clube da Luz apresentou contas do primeiro semestre da época 2016/2017, nas quais ainda não entram as saídas de Gonçalo Guedes e Hélder Costa. Encarnados pagaram 30,3 milhões em custos com pessoal

O Benfica comunicou este domingo à CMVM as contas relacionadas com o primeiro semestre da temporada 2016/2017 e que fecharam a 31 de dezembro do ano passado.

Os encarnados apresentam um lucro de 2,6 milhões de euros mas é importante dizer que ainda não estão contabilizadas as vendas de Gonçalo Guedes e Hélder Costa que se processaram durante o mês de janeiro o que faz pressupor um lucro nas contas do semestre em curso. A SAD explica mesmo que a saída dos dois futebolistas deu-se por "um montante global de 45 milhões de euros".
Os rendimentos operacionais situam-se nos 69,4 milhões e o ativo é de 459,6 milhões, superior ao passivo que baixou 20 milhões para a fasquia dos 434,9 milhões de euros.

Refira-se ainda que no documento enviado ao mercado o Benfica anuncia as renovações dos centrais Lisandro e Lindelöf, ambos até 30 de junho de 2021.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).