Encarnados acompanham investigação ao Sporting

A SAD do Benfica tomou posição através de um comunicado

A SAD do Benfica emitiu esta quarta-feira um comunicado em que diz "estar a acompanhar atentamente todos os acontecimentos da operação, sobre as investigações em curso junto da Sporting SAD e que alargam os alegados atos de corrupção aos jogos da Primeira Liga da atual época de futebol profissional".

Os encarnados adiantam que aguardam "que as entidades competentes da Justiça desportiva e cível desenvolvam o seu trabalho com o necessário rigor e tranquilidade em defesa da verdade desportiva".

Leia o comunicado na íntegra:

"A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD está a acompanhar atentamente todos os acontecimentos decorrentes da operação hoje tornada pública sobre as investigações em curso junto da Sporting SAD e que alargam os alegados atos de corrupção aos jogos da Primeira Liga da atual época de futebol profissional.

Nesse sentido, aguardamos que as entidades competentes da Justiça desportiva e cível desenvolvam o seu trabalho com o necessário rigor e tranquilidade em defesa da verdade desportiva.

Neste momento, não podemos deixar de realçar que a omissão e o silêncio de todas as autoridades sobre o grave crime de roubo da correspondência privada do SLB, e a sua pública divulgação através de um pretenso porta-voz, terão certamente contribuído para afirmação de um clima de total impunidade e de errada perceção de que o crime compensa.

O crime organizado de que a Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD foi vítima, as ameaças sistemáticas sobre as equipas de arbitragem e a eventual corrupção de atletas, numa época marcada por uma aliança de opacos contornos entre os seus rivais, mancharam irremediavelmente a salutar competição em diferentes modalidades."

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.