Dúvidas sobre a idade de Renato Sanches valem processo

Carlos Severino levantou dúvidas sobre se o médio do Benfica terá 18 anos. Renato Sanches e Jorge Mendes vão processá-lo

Renato Sanches prepara-se para processar o ex-candidato à presidência do Sporting Carlos Severino, por alegadamente ter levantado dúvidas num programa de televisão sobre a idade do médio, de 18 anos, que se estreou como titular do Benfica no jogo da passada quarta-feira com o Astana, no Cazaquistão, na Liga dos Campeões.

Ao que o DN apurou, o representante do jogador desde os iniciados, o empresário Jorge Mendes, deu ordens a um dos seus advogados para avançar com um processo-crime em tribunal, por difamação, assim que tomou conhecimento das declarações de Carlos Severino à CMTV. O ex-candidato às últimas eleições do Sporting considerou nesse programa que "Renato Sanches é um excelente jogador, mas está muito vitaminado para a idade", acrescentando que "para os 18 anos que dizem que tem apresenta-se com uma boa musculatura".

O comentador reconheceu no programa saber que o médio nasceu em agosto de 1997, em Lisboa, tendo acrescentado: "Não sei se há truque, mas eu pus uma foto do Renato Sanches à frente do meu filho, que tem 12 anos, e ele disse-me que tem para aí uns 28 ou 30 anos."

Ao DN, Carlos Severino disse não estar preocupado com o processo de que poderá ser alvo por parte do empresário do jogador. "Nunca pus em causa que o Renato Sanches tivesse 18 anos, apenas disse que está muito desenvolvido para a idade", adiantou o comentador televisivo, recordando que apenas disse que o jogador do Benfica "deve ter tomado muitas vitaminas" e "que o achava fisicamente muito desenvolvido para idade"

Saiba mais pormenores na edição impressa ou e-paper do DN.

Ler mais

Exclusivos

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.