Depois do deslize da equipa principal a equipa B também perde

A equipa principal e os 'bês' das águias parecem estar em sintonia nos maus resultados. O Benfica B continua sem registar qualquer triunfo fora do seixal

No triunfo do Cova da Piedade sobre o Benfica B por 2-0, o protagonista do jogo foi Dieguinho que 'bisou' aos 22 e 59 minutos.

O Cova da Piedade regressou às vitórias, após ter sofrido três desaires sucessivos. O conjunto orientado pelo técnico João Barbosa já não vencia desde 19 de agosto, data em que bateu em casa o Arouca, por 3-0.

O primeiro golo de Dieguinho, aos 22 minutos, teve nota artística. Ataque pela esquerda conduzido por Evaldo, que cedeu a bola a Dieguinho e o extremo brasileiro fez uma 'maldade' ao lateral direito Alex Pinto - passou a bola por um lado e apanhou-a do outro - e iludiu o guarda-redes Zlobin, com um remate direto à baliza, quando toda a gente esperava o cruzamento.

Pouco tempo depois, aos 25 minutos, foi a vez do extremo inglês dos 'encarnados' Willock, ludibriar o defesa Adilson e atirar ao poste da baliza piedense, defendida por Pedro Alves.

Mesmo a finalizar a primeira parte, o Cova da Piedade esteve perto do 2-0. Paulo Tavares lançou o esférico para dentro da área surgindo Hugo Firmino sozinho a 'disparar' contra as pernas do guardião 'encarnado', com a bola a perder-se pela linha de fundo.

Com as 'águias' à procura da igualdade, a primeira oportunidade da segunda parte foi para a equipa anfitriã. Alex Pinto teve uma perda de bola comprometedora junto à área benfiquista, o chinês Liu recuperou o esférico e rematou ao poste da baliza, com Zlobin batido.

Aos 59 minutos, Dieguinho aumentou a contagem, com um remate rasteiro e colocado para o fundo da reder da baliza 'encarnada'.

De imediato, Hélder Cristóvão, técnico benfiquista, mexeu no conjunto, tirando o lateral-direito Alex Pinto e reforçando o ataque com a entrada de Zé Gomes.

Onyilo, aos 71 minutos, tirou as medidas à barra da baliza 'encarnada', com um 'tiro', que deixou Zlobin 'colado' ao relvado.

O jogo não terminou sem o reentrado João Filipe, aos 87 minutos, rematar fortíssimo e bem colocado ao ferro da baliza do Cova da Piedade, naquela que foi a melhor oportunidade do Benfica em toda a segunda parte.

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub