Conselho de disciplina confirma castigo de três jogos a Samaris

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) manteve o castigo de três jogos de suspensão ao médio internacional grego Samaris, rejeitando o recurso do Benfica.

A decisão, tomada em reunião do CD, na terça-feira, foi hoje publicada na FPF, com o órgão disciplinar a confirmar a punição com três jogos de suspensão e multa de 1.148 euros, por factos ocorridos no Benfica-Sporting de Braga, na Taça da Liga.

A secção profissional do Conselho de Disc tinha aplicado a decisão sumária em 26 de setembro, depois de ter sido aberto um processo ao médio grego pela Comissão de Instrutores da Liga de Clubes.

Samaris, já no final do jogo entre Benfica e Sporting de Braga (1-1), da primeira jornada da Taça da Liga, a 20 de setembro, apertou o pescoço a Paulinho, com o árbitro Bruno Esteves a mostrar o cartão amarelo a cada um dos jogadores.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.