"Bruno de Carvalho é vassalo de Pinto da Costa"

Diretor de comunicação do clube da Luz, em entrevista ao Record, lança ataque feroz contra presidentes rivais, acusa Pedro Proença de estar de mãos atadas e garante que o líder azul e branco vai a tribunal

Luís Bernardo, atual diretor de comunicação do Benfica, concede uma entrevista ao Record, na qual lança um ataque maciço aos presidentes de Sporting e FC Porto.

Por exemplo, sobre Bruno de Carvalho, com quem já trabalhou em Alvalade, acusa-o de estar submisso a Pinto da Costa. "Bruno de Carvalho surgiu há quatro anos como regenerador do futebol português e hoje é uma espécie de submisso braço-direito e vassalo da estratégia de Pinto da Costa", refere o dirigente encarnado, antes de deixar um conselho ao emblema verde e branco: "O Sporting é um grande clube, um clube histórico, e seria mais respeitado se fizesse o seu próprio caminho. Mas cada um sabe de si."

Em relação ao clima hostil que se vive, com a arbitragem como pano de fundo, Luís Bernardo não tem dúvidas de quem são os culpados: "Sejamos claros, os principais responsáveis por esta ação concertada de calúnias, insinuações e coação sobre os árbitros são Bruno de Carvalho e Pinto da Costa. Veja-se a forma doentia como analisamos o videoárbitro. Se as decisões são favoráveis a FC Porto e Sporting, certo; se são ao Benfica, mesmo sendo claro para todas as pessoas, é fraude."

Perante a sua análise, pede a intervenção de Pedro Proença: "O presidente da Liga tem de assumir uma posição firme e a verdade é que tem estado ausente, fugindo de assumir as responsabilidades (...) Pedro Proença chegou ao lugar apoiado por FC Porto e Sporting e talvez por isso se sinta de mãos atadas. Para tudo há um limite e talvez tenha chegado o momento de dizer chega."

No que diz respeito ao caso dos emails que o FC Porto tem divulgado com supostas comunicações de dirigentes do Benfica com elementos ligados à arbitragem, Luís Bernardo deixa o aviso a Pinto da Costa: "Desta vez Pinto da Costa terá mesmo de responder em tribunal, ele e os restantes administradores do FC Porto, pelos diversos crimes cometidos nos últimos meses. Terá de dizer porque é que se gaba de ter tido acesso a informação interna de outro clube e por que razão a divulga da forma como se tem visto. Terá de provar que o Benfica tem ligações a árbitros, insinuando aquilo que ficou demonstrado no tempo do Apito Dourado (...) a justiça vai falar e pode ter a certeza que este circo vai acabar."