Benfica: estádio da Luz estará sempre de portas abertas para a seleção

Dirigentes do clube da Luz querem esclarecimento da FPF por causa dos insultos das claques no jogo da seleção contra a Hungria

O Benfica "estará sempre de portas abertas para a seleção", sublinhou o diretor de comunicação do clube da Luz, reagindo às notícias da manhã desta segunda-feira, que avançavam que o Benfica admitia deixar de receber jogos da seleção nacional no Estádio da Luz. A decisão estaria relacionada com os insultos de que o Benfica foi alvo no sábado, feitos pela claque da seleção nacional a caminho do estádio antes do Portugal-Hungria, jogo de qualificação para o Mundial 2018.

À TSF, Luís Bernardo, diretor de comunicação do Benfica, frisou que o clube estará sempre de portas abertas para a seleção nacional, exigindo porém que a Federação Portuguesa de Futebol investigue e esclareça o que aconteceu no sábado passado. O gabinete de comunicação dos encarnados quer saber qual a eventual ligação que a FPF tem com a claque que insultou o Benfica antes do jogo do fim de semana.

"O Benfica exige que a FPF se demarque, de uma forma clara, desta espécie de 'claque' da seleção, que vai para o estádio insultar outros clubes", disse também à agência Lusa fonte oficial do clube.

O DN já tinha apurado que a direção do Benfica iria analisar os cânticos que a claque da seleção, liderada por Fernando Madureira, o principal dirigente da claque do FC Porto, entoou.

Refira-se que o Benfica já alertara nas vésperas do jogo Portugal-Hungria que nenhum dirigente dos encarnados iria marcar presença no palco das águias, numa ação de protesto contra FPF e Liga, e isto terá servido de 'incentivo' às provocações da claque da seleção.

Em declarações ao jornal A Bola, Fernando Madureira garante que a claque da seleção foi provocada por outra claque, a dos benfiquistas No Name Boys e que "em nenhum momento" houve, dentro do estádio da Luz, qualquer cântico contra o Benfica.

No sábado, a seleção portuguesa, campeã da Europa, derrotou a Hungria, por 3-0, em jogo do Grupo B de qualificação europeia para o Mundial2018, no Estádio da Luz, onde contou com o apoio de um grupo organizado de adeptos, de claques de FC Porto, Sporting e Vitória de Guimarães.

Estes adeptos chegaram ao recinto 'encarnado' sob escolta policial e chegaram a entoar cântico considerados ofensivos para o clube anfitrião.

Exclusivos