Benfica lamenta "bárbara agressão"ao árbitro Pedro Proença

O Benfica condenou hoje, em comunicado, a "bárbara agressão" de que foi vítima o árbitro Pedro Proença, e considerou que episódios como o que sucedeu segunda-feira num centro comercial de Lisboa "desprestigiam o desporto".

"São episódios como este que desprestigiam e empobrecem o desporto, em geral, e o futebol, em particular. Nada justifica este tipo de actos e atitudes, porque eles reflectem o pior lado de quem perdeu qualquer tipo de valores", refere o comunicado publicado no sítio oficial do clube na Internet.

O Benfica deixa "uma inequívoca palavra de solidariedade" ao árbitro lisboeta, manifestando "o desejo de rápidas melhoras" e de que a "justiça haja de forma célere".

Pedro Proença, considerado o melhor árbitro da época passada, foi agredido na segunda-feira com uma cabeçada no Centro Comercial Colombo, quando se preparava para jantar, depois de terminar o treino de ginásio, tendo sofrido ferimentos na boca e partido dois dentes.

Devido aos ferimentos sofridos, Pedro Proença, que domingo dirigiu o encontro da Supertaça, entre o FC Porto e o Vitória de Guimarães, não poderá arbitrar na primeira jornada da Liga no próximo fim de semana, nem dos "playoffs" da Liga Europa ou da Liga dos Campeões.

Segundo a PSP, que elaborou o auto de notícia, o incidente ocorreu às 21:00 e o agressor foi identificado, afirmando "ser adepto e sócio de um clube", que a polícia se escusou a revelar.

Exclusivos