Antigas "glórias" do Benfica confiantes para a final

Antigos jogadores do Benfica, convidados para assistir à final em Turim, demonstraram confiança na conquista da competição europeia.

Entre os muitos adeptos que se deslocaram a Turim, de modo a assistir à final da Liga Europa, encontram-se alguns rostos bem conhecidos, como José Eduardo Moniz, "vice" do clube", Humberto Coelho, Simões e Valdo. Os antigos jogadores encarnados mostraram-se todos confiantes na vitória final.

O vice-presidente do Benfica, José Eduardo Moniz, expressou o seu desejo em regressar a Portugal com a Taça. "Temos de marcar mais golos que eles", indicou, antes de parabenizar a equipa pela "época brilhante"

Humberto Coelho, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e antigo defesa-central das águias, relembrou que sempre que o Benfica disputou uma final europeia frente a equipas espanholas (1961 com o Real Madrid e 1962 com o Barcelona) a sorte sorriu aos encarnados. "Não há duas sem três", disse, visivelmente bem-disposto.

O irrequieto extremo António Simões, vencedor de duas Taças dos Campeões Europeus pelo Benfica, aconselhou prudência à equipa de Jorge Jesus, que considera levar uma "pequenina vantagem". "O Benfica tem de ser prudente sem deixar de ser ambicioso", concluiu.

Diamantino Miranda e Valdo mostraram-se "otimistas" com uma equipa encarnada "com todas as condições para vencer". "O Benfica atravessa grande momento", reconheceu o jogador brasileiro.

Por último, Ricardo Gomes, defesa brasileiro que venceu dois campeonatos pelo Benfica, "afastou" o fantasma da final do ano passado e avisou que na "final não há favoritos".

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub