Conti recusou o Boca porque já tinha dado a palavra ao Benfica

À partida de Buenos Aires, o defesa central revelou que foi seduzido pelas águias. O chileno Nicolás Castillo só hoje será oficializado

Germán Conti é esperado hoje em Lisboa para fazer exames médicos e assinar contrato de cinco épocas com o Benfica. O jogador argentino, que vai custar à SAD encarnada 3,5 milhões de euros, deixou ontem Buenos Aires e, no Aeroporto de Ezeiza, confirmou que nos últimos dias recebeu uma proposta do Boca Juniors, que acabou por recusar porque "já tinha dado a palavra" aos encarnados.

O defesa central de 23 anos explicou ainda que escolheu transferir-se para o Benfica porque "já estava há muitos anos no Colón", equipa da qual era o capitão, mas também porque "foi muito bom" sentir que os encarnados tinham os olhos nele há já algum tempo. "É óbvio que a ideia de jogar no Benfica seduz qualquer jogador", assumiu, lembrando que fez questão de "cumprir" a palavra dada aos dirigentes benfiquistas. "Já me negociavam há muito tempo e o acordo estava praticamente fechado, por isso decidimos ir para Portugal", sublinhou o defesa de 1,92 metros, que se despediu do clube no dia 14 de maio, num jogo em que o Colón venceu o Racing por 3-1.

Germán Conti deve chegar hoje de manhã a Lisboa, depois de uma madrugada passada a viajar, e fará de imediato exames médicos, pelo que a apresentação oficial apenas está prevista para amanhã. O jogador argentino será uma das opções que o treinador Rui Vitória terá para o eixo da defesa na próxima temporada, na qual irá ter a concorrência de Jardel e Rúben Dias, havendo ainda a dúvida se Luisão irá renovar contrato, uma vez que o capitão encarnado termina o vínculo a 30 de junho, ou se a SAD encarnada irá avançar para a contratação de um outro central.

Quem já está garantido é o avançado chileno Nicolás Castillo, que só não foi oficializado ontem porque o presidente Luís Filipe Vieira esteve numa ação solidária da Fundação Benfica nos concelhos de Pedrógão Grande e Castanheira de Pera, onde assinou protocolos que visam ajudar aquela região do país a recuperar da destruição causada pelos incêndios de junho.

João Amaral está garantido

Outro jogador que será anunciado nas próximas horas é o extremo João Amaral, de 26 anos, que chega do Vitória de Setúbal e que, em princípio, irá assinar contrato válido por três temporadas.

Trata-se de um atleta que apenas chegou à I Liga aos 24 anos e que nas últimas duas épocas se tem destacado ao serviço dos sadinos, pelos quais marcou 14 golos em 78 jogos oficiais. João Amaral, que pode jogar na ala direita ou na esquerda, irá fazer a pré-temporada às ordens de Rui Vitória, que irá decidir nesse período sobre a sua continuidade no plantel para 2018--19 ou se, por outro lado, será emprestado a outro clube.

Refira-se que o presidente do V. Setúbal, Vítor Hugo Valente, disse ontem na conferência de imprensa de apresentação do novo treinador, Lito Vidigal, que João Amaral "é um caso especial", explicando que por sua vontade "o jogador não será transferido para o Benfica". Ainda assim, recusou-se a explicar melhor esta situação: "Como prometido, darei aos vitorianos as explicações que entendo e será numa AG, que considero o sítio certo para se explicar este tipo de situações."

O líder dos sadinos garantiu ainda que nada assinou para a libertação de João Amaral e atirou: "Se dizem que é do Benfica, é porque assinou algum contrato."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG