Beto "herói" em Sevilha, Benfica prolonga "jejum" europeu

Benfica perde a oitava final europeia consecutiva. Beto foi decisivo no desempate por penáltis e deu a Liga Europa ao Sevilha. Ineficácia ditou o "cruel" desfecho para a equipa de Jorge Jesus

Ainda não foi desta. O Benfica vai prolongar o "jejum" de 52 anos sem qualquer título "europeu", após ter sido derrotado pelo Sevilha, na final da Liga Europa, no desempate por grandes penalidades (4-2). Seja qual for a "maldição" que se abateu sobre o clube da Luz desde a saída de Belá Guttmann, nada poderia resistir à tremenda ineficácia demonstrada pelo Benfica, ao longo de 120 minutos, na hora de finalizar. É a oitava final consecutiva perdida pelas águias, o recorde absoluto nas competições europeias.

O Sevilha, que entrou em prova na terceira pré-eliminatória de qualificação (o Benfica, recorde-se, "caiu" da Liga dos Campeões), passou pelos "oitavos" no desempate por penáltis, nos "quartos" com uma goleada ao FC Porto (4-1) e nas "meias" com um golo aos 90+4', voltou a celebrar de forma hercúlea, novamente pelas mãos de Beto, que no desempate por penáltis defendeu os remates de Cardozo e Rodrigo, enquanto Oblak não conseguiu travar nenhuma tentativa do Sevilha, que também festeja com os portugueses Daniel Carriço e Diogo Figueiras.

O Benfica, no entanto, ao olhar para o que aconteceu ao longo de 120 minutos, só se pode queixar de si próprio (e, eventualmente, do alemão Felix Brych, que deu "nega" a três lances passíveis de penálti). Rodrigo, Lima, Gaitán e Maxi Pereira tiveram nos pés várias ocasiões para bater Beto, mas ora faltava pontaria, ora aparecia um defesa a tirar a bola sobre a linha de baliza. Os 52 ataques e 21 remates (15 à baliza) do Benfica acabaram por se traduzir num nulo.

Privado de Fejsa, Salvio, Markovic e Enzo Pérez (e que falta fez o "motor" argentino), Jorge Jesus ainda ficou sem Sulejmani, por lesão (25'), e lançou André Almeida, tendo organizado e reorganizado várias vezes o esquema do Benfica em Turim. O Sevilha, dependente da criatividade de Rakitic e dos desequilíbrios de Vitolo, foi sempre um adversário pragmático e cauteloso, mas que não deixou de ter boas ocasiões para faturar - a ineficácia tocou às duas equipas.

Os campeões nacionais caem, pelo segundo ano consecutivo, na final da Liga Europa, sendo que ainda vão disputar a final da Taça de Portugal, que tentarão juntar à Taça da Liga e à I Liga. A campanha europeia encerra com 16,6 milhões de euros nos cofres da Luz em prémios da UEFA, com o Sevilha, que já tinha vencido a então denominada Taça UEFA em 2006 e 2007, a ganhar o direito de disputar a Supertaça Europeia, frente a Atlético ou Real Madrid. O Benfica regressa à estaca zero, num ano em que não conseguiu chegar à final da Champions, na Luz, um objetivo declarado, e em que também acabou por não encontrar consolo na Liga Europa.

Filme do jogo:

- O Sevilha vence a Liga Europa! Kévin Gameiro marcou a quarta grande penalidade para o Sevilha, que vence a eliminatória por 4-2 no desempate por penáltis. O Benfica vai prolongar o jejum de 52 anos sem títulos europeus...

- Luisão marca! O Benfica reduz para 3-2, mas se o Sevilha marcar o próximo vence a Liga Europa...

- Coke marca! O Sevilha faz o 3-1. Se o Benfica falhar o próximo, o Sevilha vence a Liga Europa.

- Rodrigo falha! Beto volta a defender, ao aproveitar a lentidão de Rodrigo, como Cardozo já o tinha feito. Se o Sevilha marca o próximo ficará à beira do troféu...

- Mbia marca! O Sevilha faz o 2-1 e está em vantagem.

- Oscar Cardozo falha! Beto defende o penálti e o Sevilha pode passar para a frente...

- Carlos Bacca marca! Sevilha faz o 1-1. Tudo igual no desempate.

- Lima marca! Benfica faz o 1-0. Bola para um lado, guarda-redes para o outro, pressão para o Sevilha...

- Vão começar os penáltis. O Benfica vai bater primeiro...

120+3' Fim do prolongamento! Seguem-se os penáltis...

120+2' Cumprem-se "descontos" sobre "descontos"...

120+1' Sevilha desperdiça um bom lance de ataque, com Kévin Gameiro em evidência. Bacca volta a cair no chão... E agora, Garay, também. Não há forças para mais.

120' Dois minutos de compensação...

119' Luisão, último homem na defesa do Benfica, quase perdia a bola para Bacca. Passou o susto...

118' Substituição no Benfica. Saiu Nico Gaitán e entrou Ivan Cavaleiro, um potencial batedor de penáltis.

117' Mbia tenta o remate/cruzamento. Não saiu uma coisa, nem outra.

116' Carlos Bacca, com cãibras, fica estendido no relvado.

115' Remate de André Gomes, a sair por cima do alvo.

115' Bacca tenta acelerar, mas já mal consegue correr. Não há forças para atacar no Sevilha.

113' Rodrigo tenta servir Lima, a bola sai pela linha de fundo.

112' Oblak a segurar, após pontapé longe de Rakitic. A Liga Europa poderá estar nas suas mãos...

111' Substituição no Sevilha. Saiu Vitolo e entrou o português Diogo Figueiras.

110' Remate forte de Kévin Gameiro, à malha lateral. Em futebol apoiado e ritmo lento, o Sevilha cria uma boa ocasião.

108' Vigésimo remate do Benfica, por André Gomes, por cima do alvo. O Benfica, em 20 tentativas, rematou 15 vezes à baliza; o Sevilha rematou nove vezes, seis à baliza.

107' O Sevilha joga com linhas recuadas e parece já só pensar nos penáltis. O Benfica tenta resolver no prolongamento.

106' Início da segunda parte do prolongamento. Bola para o Benfica.

105+1' Intervalo no prolongamento. Troca de campo...

105' Cardozo cruza mal e desperdiça um bom lance de ataque do Benfica.

104' Substituição no Sevilha. Saiu Marko Marin, que tinha entrado aos 78 minutos, e entrou Kévin Gameiro. O alemão esteve muito mal na partida.

101' Que perdida do Sevilha! Carlos Bacca, completamente isolado, teve a Liga Europa nos pés, mas o colombiano tentou meter a trivela e atirou ao lado do alvo. Benfiquistas de coração nas mãos, espanhóis de mãos na cabeça.

101' André Almeida joga a lateral esquerdo, Maxi Pereira recua no flanco e Rodrigo ocupa um dos flancos. Jorge Jesus organiza e reorganiza a equipa.

100' Cartão amarelo para André Almeida, por travar um ataque do Sevilha.

99' Beto defensa o pontapé livre de Lima, por instinto.

99' Substituição no Benfica. Saiu Siqueira e entrou Cardozo. Também se posiciona para a bola parada...

98' Cartão amarelo para Coke, por derrubar Gaitán. Lima ou Garay podem decidir daquela zona...

98' O Benfica ganha um livre em posição perigosíssima... Pode dar golo.

96' Sevilha a tentar impor um ritmo lento e a não arriscar. Marin não entrou bem na partida, Rakitic e Vitolo parecem esgotados.

94' O Benfica aparece melhor no prolongamento, com maior disponibilidade física e a colocar mais gente em zona de finalização.

92' Maxi Pereira entra na grande área, mas decide mal o lance. Na sequência do lance, André Gomes fica a queixar-se de uma falta de Mbia...

90' Início do prolongamento! Bola para o Sevilha.

Estatísticas do tempo regulamentar:

Posse de bola: Sevilha, 53%; Benfica, 47%.

Remates (à baliza): Sevilha, 8 (6); Benfica, 18 (14).

Ataques: Sevilha, 29; Benfica, 36.

Pontapés de canto: Sevilha, 4; Benfica, 7.

Tentativas de passe: Sevilha, 518; Benfica, 481.

Passes completos: Sevilha, 357; Benfica, 315.

Faltas cometidas: Sevilha, 17; Benfica, 19.

Cartões amarelos: Sevilha, 2; Benfica, 1.

Distância percorrida: Sevilha, 114,800km; Benfica, 113,632km.

90+2' Final do tempo regulamentar. Segue-se o prolongamento...

90+1' Garay falha! Remate à meia volta do argentino, na sequência de um canto, a sair por cima. Prolongamento à vista!

90' Dois minutos de compensação. Haverá golpe de teatro?

89' Só o Benfica procura resolver o jogo no tempo regulamentar. O tempo escasseia...

87' Benfica mais forte na ponta final. O Sevilha limita-se, praticamente, a defender e a esperar pelo prolongamento.

85' Garay falha! Beto saiu-se mal dos postes e a bola sobrou para o argentino, que ao segundo poste cabeceou à malha superior da baliza.

84' Beto evita o golo! Remate pntente e colocado de Lima, desviado pelo português para canto.

84' Pragmatismo e cautela recomenda-se neste momento. Um erro pode significar uma final europeia perdida. Unai e Jesus guardam as substituições (duas cada) para o possível prolongamento.

82' A final da Liga Europa de 2013, recorde-se, foi resolvida nos "descontos". Repetir-se-á o filme?

80' Benfica volta a desperdiçar. Lima aguenta a posição e isola Rodrigo, mas o avançado rematou contra um defesa.

78' Substituição no Sevilha. Saiu Reyes e entrou Marko Marin.

77' Vitolo passa bem por André Almeida, mas o extremo espanhol falha no cruzamento.

76' Prolongamento cada vez mais à vista, mas o jogo está tão "partido" que ninguém o subscreverá neste momento. Qualquer equipa candidata-se a marcar ou a sofrer nos próximos minutos.

74' Mais um bom corte de Pareja, a impedir que Lima ficasse isolado. O Benfica está a ter espaço nas costas da defesa do Sevilha, falta aproveitá-lo.

72' Lima desperdiça! Maxi Pereira volta a desequilibrar e a entrar na grande área, servindo Lima, mas o avançado falhou o remate, perante a ação defensiva de Pareja. Há um limite para tanto desperdício...

71' Cabeceamento de Fazio, para Oblak segurar.

70' Rúben Amorim escapa a admoestação. Felix Brych tem tentado "poupar" nos cartões, mas também já o fez nas grandes penalidades, em prejuízo do Benfica.

68' Unai Emery ainda não "mexeu" na equipa, Jorge Jesus tem duas alterações para fazer. Neste momento, qualquer desfecho é imprevisível, inclusive a possibilidade de prolongamento.

66' Carriço não consegue o desvio na grande área, na sequência de uma bola parada.

64' Vitolo cruza bem, já dentro da grande área, mas Garay volta a afastar. Está a ser o melhor do Benfica, o central argentino.

62' Oblak recebe assistência médica, após choque com Carlos Bacca.

61' Oblak salva! Coke cruzou bem para Reyes, sozinho, na grande área, mas o espanhol desviou para defesa do guarda-redes do Benfica.

60' Impecável, Garay, novamente a impedir o remate de Bacca na grande área.

59' Carriço, com o braço, corta a trajetória da bola na grande área. O árbitro diz que não há penálti...

59' Corte arriscadíssimo de Fazio, que quase fazia autogolo.

57' Defesa de Beto, após remate de Gaitán.

56' Lima cai na grande área, num lance passível de grande penalidade. O árbitro não dá penálti, mas pareceu haver falta sobre o brasileiro.

55' Remate forte de Bacca, para Oblak segurar.

53' Que perdida do Sevilha! Reyes isola-se, perante a pressão de Luisão, e atira ao lado do alvo. Segunda parte repleta de emoção!

52' Jorge Jesus ainda não acredita na forma como o Benfica desperdiçou a(s) oportunidade(s) de abrir o marcador, aos 49 minutos...

51' Cruzamento perigoso de Gaitán, Beto antecipa-se.

50' Tentativa de remate de Coke, sem perigo.

49' Como é que a bola não entra!? O Benfica desperdiça três oportunidades de golo "feito" consecutivas: Lima, completamente isolado após passe de Maxi Pereira, fez a bola passar por Beto, mas Pareja tirou-a em cima da linha de golo; Rodrigo foi à recarga, mas permitiu a defesa de Beto; Lima foi à terceira vaga, mas um defesa do Sevilha evitou o golo. Que sufoco!

47' Excelente corte de Garay, a desarmar Bacca na grande área.

46' Início da segunda parte! Bola para o Benfica. Não houve alterações ao intervalo.

Estatísticas da primeira parte:

Posse de bola: Sevilha, 56%; Benfica, 44%.

Remates (à baliza): Sevilha, 4 (3); Benfica, 6 (4).

Ataques: Sevilha, 14; Benfica, 17.

Pontapés de canto: Sevilha, 2; Benfica, 2.

Tentativas de passe: Sevilha, 198; Benfica, 206.

Passes completos: Sevilha, 135; Benfica, 142.

Faltas cometidas: Sevilha, 11; Benfica, 12.

Cartões amarelos: Sevilha, 2; Benfica, 1.

Distância percorrida: Sevilha, 55,265km; Benfica, 55,161km.

45+2' Intervalo em Turim, com 0-0 na final da Liga Europa.

45+2' Gaitán quase marcava! Em esforço, o médio-ofensivo argentino ficou isolado, perante a pressão de Fazio, mas a meias com o defesa atirou ao lado do alvo, quando estava "na cara" de Beto. Três excelentes ocasiões a fechar a primeira parte.

45+1' Beto outra vez! Rodrigo, em lance individual, rematou forte, já na grande área, e forçou Beto a mais uma grande defesa. É a melhor fase do Benfica na partida.

45' Beto evita o golo! Maxi Pereira, de forma surpreendente, aparece em zona de finalização e remata "na cara" do guarda-redes, que defendeu por instinto.

45' Remate espontâneo de Rúben Amorim. sem perigo. É o quinto remate do Benfica (dois à baliza), contra quatro do Sevilha (três à baliza).

44' Boa iniciativa do Benfica, com Rodrigo a cruzar do lado direito, mas não chegou ninguém à zona de finalização.

43' Bacca não consegue chegar à bola, após cruzamento largo de Moreno.

41' Cabeceamento de Luisão, na sequência de um pontapé de canto, a sair por cima do alvo.

40' Excelente corte de Vitolo, a impedir que Rodrigo ficasse isolado.

39' Bacca, em esforço, não consegue finalizar na grande área. Valeu a oposição de Luisão e Garay.

37' Defesa de Oblak, após remate em arco de Vitolo.

36' Sevilha com doze ataques, contra nove do Benfica.

34' Bacca tem explorado as diagonais, à procura de fugir à marcação de Garay, mas o Sevilha tem falhado muito no último passe.

32' Sevilha muito forte no setor intermediário, a anular o Benfica logo no início de construção. Os encarnados ainda não encontraram a melhor forma de colmatar a ausência de Enzo Pérez.

30' Cartão amarelo para Siqueira, após a segunda entrada dura sobre um jogador do Sevilha

29' Rakitic tentava o "chapéu" a Oblak, sem perigo.

28' Sevilha com 56% de posse de bola e nenhum remate. O Benfica rematou três vezes, duas à baliza.

26' Jorge Jesus inova: joga Maxi Pereira a extremo e André Almeida recua para a lateral direita.

25' Substituição no Benfica. Saiu Sulejmani e entrou André Almeida.

24' Não dá mais: Sulejmani tem que sair. Mas quem vai entrar é André Almeida.

23' Segundo os registos da UEFA, o Sevilha é o primeiro clube a ter dois jogadores "amarelados" aos 15 minutos de uma final europeia.

22' Sulejmani já está em campo, mas continua a queixar-se do braço. Cavaleiro e Cardozo aquecem...

21' Jorge Jesus ainda não dá ordem para substituição... Sulejmani pode ter sofrido uma luxação no ombro, tamanhas as queixas que demonstra ter.

20' Sulejmani vai sair lesionado. Jorge Jesus recebe ordem do médico do clube para proceder à substituição. Ivan Cavaleiro ou Cardozo, um deles vai entrar.

19' Tudo o que o Sevilha faz do meio-campo para a frente começa ou passa por Rakitic. Que bem joga o médio croata.

17' Ivan Cavaleiro faz exercícios de aquecimento, perante as queixas de Sulejmani.

15' Pontapé de Rúben Amorim, sem perigo.

14' Benfica quase marcava! Na sequência de um livre de Gaitán, Beto defendeu já quase sobre a linha de baliza e Garay, na recarga, viu um defesa do Sevilha impedir que a bola fosse para a baliza.

14' Sulejmani recebe assistência médica, após a dura entrada de Moreno.

13' Cartão amarelo para Moreno, por derrubar Sulejmani. O sérvio já arrancou dois cartões a dois defesas do Sevilha.

11' Cartão amarelo para Fazio, por falta sobre Sulejmani. Primeiro cartão da partida.

9' Sevilha cria perigo. Rakitic, excelente na condução do contra-ataque, permite a Reyes cruzar para Bacca, que em zona de finalização não consegue bater Oblak. Foi assinalado fora-de-jogo.

9' Entre os jogadores que estão em campo, Jose Antonio Reyes joga a sua quarta final europeia, enquanto Lima joga a terceira (uma pelo Sp. Braga). Luisão, Garay, Gaitán e Rodrigo jogam a segunda final, os restantes são estreantes.

7' Siqueira salva! Excelente ataque de Vitolo, a cruzar para zona de finalização, mas Bacca não conseguiu "encostar", perante a ação defensiva do lateral.

6' Pontapé longo de Pareja, com a bola a sobrar para Oblak.

5' Felix Brych aconselha calma a Garay, após uma entrada por trás sobre Bacca.

4' Beto forçado a uma saída e corte arriscados, perante a proximidade de Lima, que quase conseguia finalizar na grande área.

3' Carlos Bacca, goleador colombiano do Sevilha, apanhado em fora-de-jogo, quando tentava fugir a Garay.

2' Dezenas de adeptos de Benfica e Sevilha foram impedidos de entrar no estádio, uma vez que não possuem bilhetes personalizados, tal como foi exigido pela UEFA, de modo a evitar o habitual mercado paralelo na compra e venda de bilhetes.

1' O alemão Felix Brych apita para o início da final! Bola para o Sevilha.

SEVILHA: Beto; Coke, Fazio, Parejo, Alberto Moreno; Daniel Carriço, Mbia, Rakitic; Jose Antonio Reyes, Vitolo e Carlos Bacca. Suplentes: Javi Varas, Fernando Navarro, Diogo Figueiras, Marko Marin, Iborra, Trochowski e Kevin Gameiro.

BENFICA: Jan Oblak; Maxi Pereira, Luisão, Ezequiel Garay, Guilherme Siqueira; Rúben Amorim, André Gomes, Nico Gaitán, Sulejmani; Lima e Rodrigo. Suplentes: Artur Moraes, André Almeida, Jardel, Steven Vitória, Filip Djuricic, Ivan Cavaleiro e Oscar Cardozo.

O Benfica disputa nesta quarta-feira (19.45) a décima final europeia do seu historial, à procura de triunfar na Europa pela primeira vez nos últimos 52 anos. Os recém-consagrados campeões nacionais vão defrontar o Sevilha, na disputa pela conquista da Liga Europa, troféu que as águias nunca venceram, enquanto a equipa da Andaluzia venceu as edições de 2006 e 2007, na altura ainda sob a denominação de Taça UEFA.

Após sete derrotas consecutivas em finais europeias, a equipa de Jorge Jesus procura reafirmar-se no mapa da UEFA, sabendo que uma vitória em Turim, cidade em que as águias eliminaram a favorita Juventus nas meias-finais, valerá a entrada na Supertaça Europeia, outro troféu que não faz parte do palmarés encarnado. Na Supertaça, o adversário seria Atlético de Madrid ou Real Madrid e estaria garantido um prémio mínimo de 2,2 milhões de euros.

No campo financeiro, vencer o 5.º classificado da Liga espanhola renderá cinco milhões de euros, aumentando para 19,1 milhões o valor arrecado em prémios da UEFA em 2013/14. Em caso de derrota, o Benfica encaixará apenas 2,5 milhões na final e repetirá o desalento vivido em Amesterdão, há um ano, aos pés do Chelsea. As palavras de Béla Guttman são recordadas, mas tiradas de contexto: o técnico búlgaro disse que o Benfica não voltaria a ser campeão europeu "nem daqui a cem anos"... mas isto não é a Taça/Liga dos Campeões, mas sim a Liga Europa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG