Benfica conquista o 32.º título da história

Jackpot na Luz: vitória por 2-1 sobre o Rio Ave confirma o título de campeão e coroa Cardozo como melhor marcador da liga, com 26 golos. Jorge Jesus: "Fomos a melhor equipa do campeonato."

- Ai está o momento que os mais de 64 mil espectadores na Luz  esperavam: a taça de campeão 2009/2010 já foi entregue aos jogadores do Benfica, que passeiam o troféu pelo relvado.

- Cardozo recebe a Bola de Prata. O paraguaio é o melhor marcador desta liga 2009/2010, com 26 golos marcados (dois deles esta tarde, frente ao Rio Ave)

- A maior ovação estava reservada para o treinador campeão de 2009/2010, Jorge Jesus, a quem os adeptos não deixam de reconhecer o papel fundamental na conquista do título.

- Di Maria e David Luiz, que podem estar de saída, são os mais ovacionados.

- 'Speaker' da festa teve de saltar o número 9 no anúncio dos jogadores campeões: o angolano Mantorras não está no relvado da Luz.

- Decorre o desfile de entrega de medalhas ao campeão. Moreira, apesar de não ter jogado qualquer minuto na liga, foi o primeiro a ser premiado por Andreia Couto, directora-executiva da Liga.

- Chegam relatos de algumas cargas policiais no exterior do estádio, perante alguns festejos mais exaltados dos adeptos.

- A festa continua a fazer-se na Luz, com toda a gente à espera agora do momento tão ansiado: a entrega da taça de campeão ao Benfica. 

- Jorge Jesus em declarações à SportTV: "Benfica mereceu este título. Fomos a melhor equipa, a que jogou melhor futebol, a que marcou mais golos...". "O momento chave para o título? A vitória na Madeira, frente ao Nacional. A partir daí sentimos que estávamos mais perto do título e soubemos gerir os seis pontos que tinhamos de avanço sobre o Sp. Braga".

- Carlos Martins é dos mais efusivos nas celebrações, passeando-se com uma garrafa de champanhe na mão.

- Jogadores vestiram t'shirts alusivas ao 32.º título do Benfica e festejam o título com os adeptos, junto às bancadas.

- Jorge Jesus abraçou-se a Cardozo após o apito final.

- Acabou na Luz: o Benfica é campeão nacional da época 2009/2010  e festeja o 32.º título da sua história, cinco anos depois do último. Classificação final 2009/2010: 1.º Benfica, 76 pontos; 2.º Sp. Braga, 71.

- Vai-se festejando na Luz, à espera do apito final. O 32.º título da história do Benfica está a segundos de distância.

- Num dos topos de uma bancada já se vê uma faixa com: "Obrigado, Jesus". E os adeptos benfiquistas pedem "só mais um".

- 83 minutos. Substituição no Benfica. Entra Nuno Gomes e sai Saviola. Moreira, no banco, não vai ser campeão.

- 81 minutos. Grande defesa de Carlos a negar o 3-1 a Aimar.

- Não poderia haver melhor maneira de Cardozo ganhar o trofeu dos marcadores: foi o paraguaio a jogar para o título do Benfica e não a equipa a jogar para o título de Cardozo. Dois golos decisivos para o triunfo que vai valendo o título de campeão aos encarnados. 

- GOLO. 78 minutos. Cardozo faz "rebentar" a alegria na Luz. O paraguaio marcou o 2-1 e já é, definitivamente, o rei dos marcadores, com 26 golos, arrebatando a Bola de Prata a Falcao. Festa total na Luz. "Campeões, campeões", volta a ouvir-se.

- 74 minutos. Cardozo, sozinho na área, falha o golo que poderia recolocar o Benfica em vantagem e consagrar o paraguaio como rei dos goleadores: cabeceou ao lado.

- GOLO. 72 minutos. 1-1. Ricardo Chaves silencia a Luz com o golo do empate. Defesa do Rio Ave antecipa-se a Luisão e Quim (má saída dos postes) na sequência de um livre e faz o empate para um Rio Ave que joga apenas com dez desde os 11 minutos. Bancadas da Luz são agora um mar de nervos.  

- Jorge Jesus conversa com o quarto árbitro junto à linha. O técnico encarnado continua muito ansioso no banco.

- 70 minutos. Golo anulado a Saviola. O argentino cabeceou para as redes, na recarga a um remate de Airton que bateu na barra, mas estava em fora de jogo na altura do remate do brasileiro

- 67 minutos. Evandro antecipa-se a Cardozo num canto e quase marca na própria baliza.

- Com esta substituição, Rúben Amorim sobre para o meio-campo e deixa a lateral direita para Maxi Pereira.

- 65 minutos. Substituição no Benfica. Sai Carlos Martins e entra Maxi Pereira. Médio encarnado muito aplaudido na saída, mas não ficou satisfeito com a opção de Jorge Jesus.

- 64 minutos. 'Tiraço' de Carlos Martins passa perto do poste direito da baliza de Carlos. Foi a melhor oportunidade do Benfica nesta segunda metade.

- 63 minutos. Substituição no Rio Ave. Sai Sidnei e entra o veterano Evandro.

- 60 minutos: Benfica continua a não revelar grande inspiração para chegar ao segundo golo, com o Rio Ave, a jogar com 10, a tentar fechar os espaços para a sua baliza. Cardozo, a precisar de um golo, tem estado afastado do jogo.

Nesta altura: Benfica, 76 pontos. Sp. Braga, 71.

- Golo do Sp. Braga na Madeira mereceu alguns assobios.

- É oficial: o Estádio da Luz regista a maior enchente da época, com 64 103 espectadores.

- 54 minutos. Susbstituição no Rio Ave. Sai Bruno Moraes e entra Tiago Terroso.

- 51 minutos. Na Luz festeja-se golo... do Nacional. O golo do brasileiro Edgar, no Funchal, foi festejado de forma efusiva nas bancadas da Luz. O Benfica está assim cada vez mais perto de ser campeão nacional. E os adeptos sentem isso, gritando em uníssono: "Campeões, campeões"

- 47 minutos. Carlos defende remate de Aimar. O argentino atirou de longe, mas com pouca força.

- Já se joga a segunda metade. Benfica, Rio Ave, 1-0.

- Éder Luiz substitui Ramires para a segunda parte. O médio brasileiro terá ficado condicionado após a ehntrada que valeu a expulsão de Wires, aos 11 minutos.

- INTERVALO: Benfica vai para os balneários como campeão, mas Jorge Jesus não saiu do relvado com ar satisfeito. Talvez pela precipitação dos seus jogadores no ataque, após o golo madrugador. Nota-se a vontade em servir Cardozo, que ainda precisa de mais um golo para ganhar a coroa dos melhores marcadores na luta directa com o portista Falcao. Curiosidade: desta vez, os jogadores do Benfica não esperaram no relvado que o adversário recolhesse primeiro aos balneários e foram mesmo os primeiros a fazê-lo. 

Nesta altura: Benfica 76 pontos; Sp. Braga 71.  

- 44 minutos - Benfica desperdiça contra-ataque quando tinha superioridade numérica de seis contra três. Nervosismo parece afectar o futebol dos jogadores do Benfica no momento das decisões.

- 41 minutos. Calafrio na Luz. Desentendimento entre David Luiz e César Peixoto deixou Bruno Gama isolado, com o avançado do Rio Ave a atirar cruzado à entrada da área, ligeiramente ao lado.

- 39 minutos. Carloz Martins ofereceu o segundo golo a Cardozo, após boa tabela com Saviola, mas o paraguaio atirou fraco, na área, para as mãos de Carlos.

- 35 minutos. Carlos volta a negar o segundo ao Benfica, agora saindo-se bem perante Aimar.

- Faz-se a onda nas bancadas da Luz.

- 30 minutos: O Benfica carrega à procura do segundo golo, mas tem falhado na finalização. A jogar com menos um, o Rio Ave vai tendo muitas dificuldades para aguentar o ritmo dos encarnados, que procuram o golo da tranquilidade e ainda levar Cardozo até ao topo dos goleadores.

- 29 minutos. Grande jogada de Saviola, que passou por dois defesas do Rio Ave e percorreu todo o meio campo contrário até à área, mas falha o chapéu a Carlos.

- As emoções fortes na Luz já obrigam o INEM a assistir um adepto nas bancadas.

- 26 minutos. Carlos nega o segundo golo do Benfica, com grande defesa a remate de Saviola. Aimar falhou a recarga.

- Grande ambiente na Luz, com todo o estádio a gritar: "Benfica, Benfica".

- 23 minutos. Amarelo para Sílvio, lateral esquerdo do Rio Ave.

- Jorge Jesus não pára quieto no banco de suplentes. O técnico do Benfica pode sagrar-se campeão pela primeira vez este domingo.

- Mesmo com dez, o Rio Ave consegue assustar. Tarantini ganha um ressalto à entrada da área e atira ao lado da baliza de Quim.

- 15 minutos: não podia pedir melhor começo de jogo o Benfica. Chegou à vantagem logo aos 3 minutos, e por Cardozo, e já viu o Rio Ave ficar reduzido a dez jogadores, por expulsão de Wires, que viu o cartão vermelho directo aos 11 minutos, por entrada dura sobre Ramires

- VERMELHO. 11 min, Wires. Rio Ave fica a jogar com dez. Entrada violenta do jogador vilacondense sobre Ramires.

- Na sequência dos festejos do golo, um adepto benfiquista invadiu o relvado e foi interceptado pelos stewards, que o tentaram levar para fora do campo mas foram impedidos por... Jorge Jesus, o técnico dos encarnados, que foi interceder pelo adepto e o 'libertou' dos stewards, devolvendo-o às bancadas.

- GOLO. 1-0. 3 min. Cardozo. O Benfica demorou apenas três minutos a chegar ao golo, marcado pelo paraguaio após grande atrapalhação da defensiva do Rio Ave. É a primeira grande explosão de alegria nas bancadas do Estádio da Luz.

Nesta altura o Benfica tem 76 pontos contra 71 do Sp. Braga. Além de deixar o Benfica cada vez mais perto do título de campeão, o golo permite a Cardozo igualar o portista Falcao na liderança dos melhores marcadores, com 25 golos. No entanto, o benfiquista precisa de mais um golo para vencer o troféu, já que em igualdade a vantagem é do colombiano do FC Porto.

- Livre de Cardozo, bola bateu na barreira...

- Iniciou-se a partida, começou o Benfica.

- O Rio Ave escolheu campo.

- Rúben Amorim no flanco direito da defesa, no lugar de Maxi Pereira, César Peixoto por Fábio Coentrão, Airton substitui Javi García e Aimar nas vezes de Di María são as novidades dos encarnados. Fábio Faria, habitual titular no Rio Ave e que na próxima temporada será reforço do Benfica, nem se senta no banco.

- Onzes iniciais: Benfica - Quim; Rúben Amorim, Luisão, David Luiz e César Peixoto; Airton, Ramires, Carlos Martins e Aimar; Saviola e Cardozo.

Rio Ave - Carlos; Zé Gomes, Gaspar, Ricardo Chaves, Sílvio; André Villas Boas, Wires, Tarantini, Bruno Gama; Sidnei e Bruno Moraes. 

- A meia hora do início da partida sobem ao relvado os guarda-redes Quim e Moreira, sob forte aplauso. Júlio César foi preterido pelo que não se sagrará campeão nacional, pois ainda não fez qualquer minuto na liga portuguesa. Moreira tem a oportunidade de sê-lo caso entre durante a partida.

- As primeiras palmas vão para os campeões nacionais pelo Benfica. O speaker da Luz enuncia os nomes de todos os futebolistas e ex-futebolistas que já se sagraram campeões pelos encarnados. João Vieira Pinto, campeão em 1993/1994, e Eusébio foram os mais ovacionados.

- A uma hora do início da partida sobem ao relvado os jogadores do Rio Ave. Nas bancadas já estarão perto de 20 mil pessoas, que assobiaram efusivamente os futebolistas do clube de Vila do Conde.

- Os guarda-redes Quim e Moreira, o defesa-central brasileiro Luisão e o avançado Nuno Gomes são os quatro jogadores do actual plantel do Benfica que já se sagraram campeões nacionais ao serviço do clube da Luz. Foi na época de 2004/2005, sob o comando técnico do italiano Giovanni Trapattoni.

- Se o Benfica se sagrar este domingo campeão nacional de futebol, será o 32.º título dos encarnados. Curiosidade para o facto de o médio brasileiro Airton, que será titular diante do Rio Ave face ao castigo de Javi García, ter sido recentemente, em Dezembro último, campeão do Brasil pelo ex-clube, o Flamengo.

- Depois de Fernando Cabrita, Mário Wilson e Toni, Jorge Jesus poderá tornar-se este domingo no quarto treinador português a conduzir o Benfica à conquista do título de campeão de Portugal de futebol.

- Depois de uma manhã chuvosa, o tempo parece estar a querer melhorar. Não chove e o sol já espreita no Estádio da Luz.

- O relvado do Estádio da Luz está a ser regado, isto a sensivelmente uma hora e meia do início do jogo entre o Benfica e o Rio Ave.

- Pelas 16.00, mesma hora que o autocarro do Benfica saiu de uma unidade hoteleira de Linda-a-Velha, abriram-se as portas do estádio da Luz. Alguns milhares já estão sentados nas bancadas da Catedral encarnada.

- Manhã bem cedo já eram algumas centenas aqueles que circulavam pelas imediações do Estádio da Luz, que só abre as portas a partir das 16.00. O encontro decisivo com o Rio Ave, para o qual os encarnados terão apenas de somar um ponto ou então esperar que o Sp.Braga não vença o Nacional no Funchal, está marcado apenas para as 18.00, mas os adeptos não quiseram esperar e começaram a vestir Lisboa de vermelho bem cedo.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.