Águias ainda longe dos milhões dos principais clubes europeus

O Benfica vai continuar a receber menos do que qualquer equipa inglesa e ainda longe dos 373,3 milhões do Real Madrid

O Benfica alcançou com a venda à NOS dos direitos de transmissão televisiva dos jogos da equipa principal um valor recorde de 400 milhões de euros por dez anos, o que perfaz 40 milhões de euros por temporada. No entanto, este é um valor que fica ainda assim muito longe das verbas praticadas nos principais campeonatos europeus.

Para se ter uma noção das diferenças, basta dizer que entre as verbas distribuídas na época passada na Premier League inglesa, os 40 milhões da SAD do Benfica são menos de metade do que recebeu o último classificado, o Queens Park Rangers, que encaixou 91,2 milhões de euros... O campeão Chelsea recebeu 139,5 milhões de euros, uma diferença abismal tendo em conta que, por exemplo, o Benfica compete nesta época na Liga dos Campeões ao lado do Chelsea e de outros gigantes ingleses.

Esta diferença para os clubes da Premier League será ainda mais acentuada na época 2016-17, altura em que entra em vigor o novo contrato de cedência dos direitos de televisão, segundo os quais o campeão encaixará 205,5 milhões de euros, enquanto o último classificado 136,5 milhões de euros.

Numa comparação com os clubes da Liga espanhola, os 40 milhões do Benfica é ligeiramente inferior ao que Granada (41,3 milhões) e Elche (41) vão receber nesta temporada e apenas supera Rayo Vallecano (36,6) e Eibar (34,4). De resto, no caso espanhol em concreto o Real Madrid vai receber 373,2 milhões de euros, enquanto o Barcelona encaixará 369,3 milhões. O Atlético de Madrid, que na próxima semana visita a Luz para a Liga dos Campeões, aparece em quarto lugar com 105,5 milhões, atrás do Valência (110,1).

Relativamente à Série A italiana, o Benfica já entraria na primeira metade da tabela dos valores que serão distribuídos nesta temporada, ligeiramente abaixo do Torino (40,9) que ocupa o oitavo lugar do ranking de distribuição de receitas, mas ainda muito longe da Juventus que vai encaixar 110,3 milhões de euros, seguindo-se AC Milan (90,1), Inter Milão (90), Roma (71,4), Nápoles (70,3), Lazio (59) e Fiorentina (48,7).

Encarnados ao nível do Bayern

É nas ligas alemã e francesa que o Benfica consegue aproximar-se dos valores que auferem os principais clubes dessas competições.

Os encarnados entrariam no top 4 da Ligue 1, apenas atrás do Paris Saint-Germain, que arrecada anualmente 45,5 milhões de euros, do Marselha que recebe 42,8 milhões, enquanto o Lyon chega aos 41,9. Aliás, o Benfica vai receber mais do que as restantes equipas, sendo o quinto lugar do ranking ocupado pelo Lille, que recebe 36,5 milhões de euros pelos seus direitos televisivos.

A grande surpresa é o facto de o Benfica passar a receber pelos seus jogos quase o mesmo que encaixa atualmente o todo-poderoso Bayern Munique. Os bávaros recebem por ano 40,3 milhões de euros, segundo dados divulgados pela revista Kicker, uma verba que já levou o diretor executivo Karl--Heinz Rummenigge a defender a tese de os campeões alemães serem detentores dos seus próprios direitos, terminando assim com os direitos centralizados na Bundesliga. Em jeito de curiosidade, refira-se que o Borussia Dortmund é o segundo emblema que mais recebe: 39,3 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG