A alegada rede de influência do Benfica

A edição impressa desta terça-feira da revista Sábado revela mais pormenores sobre a investigação de que está a ser alvo o tetracampeão nacional e ainda dá a conhecer o teor do mandado de busca

A revista Sábado adiantou esta terça-feira novos dados sobre o chamado caso dos emails, visando sobretudo o facto de o "mandado de busca ao Benfica mencionar suspeitas de pressões sobre estruturas de decisão de futebol para influenciar a arbitragem".

A publicação revela que a Unidade Nacional Contra a Corrupção da Polícia Judiciária está a investigar as ligações entre os responsáveis do clube encarnados e diversos dirigentes e funcionários da Liga e da Federação Portuguesa de Futebol.

E, nesse âmbito, revela emails do assessor jurídico da SAD do Benfica, Paulo Gonçalves, a sugerir "alguns nomes para acompanhar a equipa", que de "alguma maneira ajudaram a alcançar" esse objetivo ou "ajudado o SLB no passado", na final da Liga Europa diante do Sevilha, em maio de 2014; a dar conta a Luís Filipe Vieira da solicitação de convites para assistir a jogos por parte do juiz conselheiro Herculano Lima, em outubro de 2015 - "Presi, o juiz conselheiro Herculano Lima solicita 4 convites para o jogo, que são para a filha. É bom que os peça... e é importante que nós os concedemos, quiçá com o acesso ao lounge", terá escrito -; e a recordar o presidente benfiquista para não se esquecer dos bilhetes para os membros do Conselho de Disciplina, a abril de 2014. "Como livraram o Jorge Jesus de suspensão, aplicando somente uma multa pela expulsão aquando do SLB-FCP, ficaram cheios de moral", comentou, a propósito deste último pedido.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG