"O racismo é legal em França?", pergunta Balotelli

Futebolista queixou-se dos adeptos do Bastia, que imitaram sons de macacos durante o jogo com o Nice

O avançado italiano do Nice Mario Balotelli acusou hoje os adeptos do Bastia de terem entoado cânticos racistas na sexta-feira, durante o jogo da Liga francesa de futebol entre as duas equipas, que terminou empatado (1-1).

Numa mensagem publicada na sua conta na rede social Instagram, que é acompanhada por um quadrado totalmente negro, Balotelli começa por dizer que o resultado do encontro entre Nice e Bastia, da 21.ª jornada do campeonato francês, foi justo, antes de lançar uma questão aos franceses.

"É normal que os adeptos do Bastia façam barulhos de macaco, com 'uh uh', durante todo o jogo e ninguém do Conselho de disciplina diga nada? O racismo é LEGAL em França? Ou apenas em Bastia?", questionou o avançado italiano, que é descendente de imigrantes ganeses.

O jogador do Nice prossegue dizendo que o futebol é um desporto maravilhoso e que adeptos como os do Bastia o tornam algo horrível.

"É uma verdadeira vergonha", conclui no texto.

Ao longo da sua carreira, Balotelli, de 26 anos, enfrentou vários casos de discriminação. Em abril de 2015, a organização britânica Kick It Out denunciou que o italiano recebeu mais de 4.000 mensagens racistas através das redes sociais quando representou o Liverpool na época 2014/15.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG