Aos 12 anos Tom Goron bate recorde do mundo

Aos 12 anos, Tom Goron, estabeleceu recorde do mundo de travessia do Canal da Mancha em solitário: 14 horas e 20 minutos.

Tom Goron saiu às 7.00 de quarta-feira de Needles (ao largo da ilha britânica de Wight, na Grã-Bretanha) e chegou a Cherbourg (Normandia, Mancha) às 21.20. Ou seja, fez a ligação no seu Optimist em 14.20 horas, ultrapassando a marca conseguida por Violette Dorange em 2016: 14 horas e 56 minutos.

À chegada a Cherbourg disse que estava enjoado e que tinha vomitado uma dezena de vezes durante a travessia. Citado pelo diário francês Le Figaro, o jovem skipper confessou que a meio da viagem pensou em desistir, mas que o pai, Nicolas, o convenceu a continuar. Tom Goron percorreu os 60 quilómetros a uma velocidade média de 7,6 km/h (4,19 nós) tendo tido a companhia do pai que acompanhou a travessia num veleiro que seguiu a 300 metros do Optimist do filho e pronto a intervir caso este tivesse algum problema.

Num comunicado divulgado pouco depois da chegada Tom Goron adiantou que tem François Gabart - o velejador que ganhou em 2012/13 a Vendée Globe, com 78 dias, 2 horas e 16 minutos, um recorde mundial - como ídolo e que gostaria de fazer algumas das provas que Gabart cumpriu. "Vamos ver daqui a 10 anos", sublinhou. Orgulhosa estava a mãe de Tom, Sophie, que, também citada no comunicado, disse que o filho "está feliz", mas acrescentou que "ele é teimoso, ambicioso e perseverante".

Tom Goron nasceu em 2006, mora em Aucaleuc (Bretanha, Côtes-d'Armor) e tinha dois anos quando entrou pela primeira vez num Optimist e aos 8 começou a competir. Treina em Saint-Suliac, o centro náutico de Rennes, e este ano terminou no sexto lugar a Taça da Bretanha, a última prova de qualificação para o campeonato francês.

O próximo desafio serão os campeonatos franceses, a partir de 6 de julho.

Exclusivos