Vários meses à procura de respostas

Sem saber que os inquéritos ao Benfica não tinham decorrido em 2007, o DN solicitou pela primeira vez o acesso às conclusões dos processos a 3 de Fevereiro último. O pedido foi feito à FPF, que respondeu que tal responsabilidade cabia à Liga. O pedido foi então repetido à mesma Liga, a 10 e 26 de Fevereiro.

A nota da FPF com a cópia da decisão do TAS foi enviada para a Liga a 12 de Março; cinco dias depois os inquéritos foram abertos pela Liga e o arquivamento foi divulgado a 30 de Julho. Apenas nessa altura foi tornado público que os inquéritos só foram abertos dois anos depois da decisão do TAS.

O DN ainda procurou por mais dois meses respostas sobre o atraso nos inquéritos ao Benfica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG