Juristas da UCI começam a rever caso Contador

Dia 24 é o prazo para a União Ciclista Internacional (UCI) decidir se vai recorrer da absolvição da Alberto Contador. Os advogados do organismo começam hoje a analisar o acórdão proferido pela Real Federação Espanhola de Ciclismo (RFEC).

Pat McQuaid, presidente da UCI, afirmou neste sábado que a UCI vai aproveitar na totalidade o prazo que tem legalmente para analisar o acórdão da RFEC, no qual foi absolvido o vencedor da Volta à França, antes de decidir se vai levar o caso para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS)

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) está a colaborar com a UCI, mas, se a federação internacional aceitar a absolvição e a AMA chegar a uma conclusão divergente, esta também tem a possibilidade de recorrer para o TAS.

O ciclista espanhol registou um controlo positivo na Volta à França do ano passado, acusando clembuterol. Os baixos valores detectados (50 picogramas por mililitro de urina) foram justificadas pela defesa do corredor com contaminação alimentar, por ingestão de carne de vaca engordada ilegalmente com clembuterol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG