Tiago Costa suspenso por quatro meses por doping

O futebolista Tiago Costa do Estoril-Praia, da Liga de Honra, foi suspenso por quatro meses por ter sido acusado positivo num controlo de doping, anunciou a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

O controlo positivo foi registado a 28 de Dezembro de 2010, após o jogo entre o Freamunde e o Estoril-Praia (2-2), da 12ª jornada do campeonato. Em comunicado, a Comissão Disciplinar (CD) da LPFP, que reuniu em plenário, decidiu suspender o jogador, mas deduzindo "o período em que esteve suspenso preventivamente".

Contactado pela agência Lusa, o presidente da SAD do Estoril-Praia, Tiago Ribeiro, disse que "o jogador assumiu a responsabilidade" de ter tomado, sem conhecimento do departamento do clube, um medicamento "para controlar a tensão arterial". "O controlo foi realizado no jogo com o Freamunde e o Estoril-Praia só foi notificado no encontro com o Sporting da Covilhã. O departamento médico não tinha conhecimento de que o atleta tomava um medicamento que, este ano, se tornou substância proibida e que lhe foi receitado pelo seu médico particular", explicou o dirigente.

Tiago Ribeiro lembrou que as penas aplicadas pela ADoP (Agência Antidopagem de Portugal) e da CD da LPFP têm "em conta que houve negligência e não dolo" do jogador, até porque "as percentagens detectadas eram tão pequenas que não são consideradas agentes mascarantes". O presidente da SAD do Estoril-Praia salientou ainda que Tiago Costa "pediu desculpa" no âmbito do processo disciplinar que lhe foi instaurado internamente, pelo que "o assunto está superado", acrescentando que "o processo de renovação de contrato com o atleta está em curso".

Tiago Costa chegou ao Estoril-Praia no início da época proveniente dos romenos do Poli Timisoara.

Ler mais

Exclusivos