IAAF recorre da absolvição de campeã olímpica turca

Asli Cakir Alptekin, campeã olímpica dos 1.500 metros, foi absolvida pelas autoridades turcas por recurso a doping, mas a Federação Internacional de Atletismo anunciou que recorreu da decisão.

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) recorreu nesta quinta-feira da decisão das autoridades turcas de absolver a campeã olímpica dos 1.500 metros Asli Cakir Alptekin por utilização de doping.

A IAAF "decidiu voltar a impor uma suspensão provisória a Alptekin", com efeitos imediatos, adiantou Nick Davies, porta-voz da federação internacional.

A atleta fica, a partir de agora, "impedida de participar em qualquer competição na Turquia ou no estrangeiro, até ser tomada uma decisão final pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS)" de Lausanne, Suiça, acrescentou o mesmo responsável.

Alptekin alcançou a medalha de ouro dos 1.500 metros nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, ao bater a sua compatriota Gamze Bulut e a atleta do Bahrein Maryam Yusuf Jamal.

A atleta foi, no entanto, suspensa provisoriamente pela IAAF, depois de terem sido detetadas "anomalias no seu passaporte biológico".

Em dezembro, as autoridades de Ancara decidiram ilibar a atleta, considerando que "não agiu em violação do regulamento antidopagem".

Asli Cakir Alptekin já tinha sido suspensa por dois anos, em 2004, por dopagem, e arrisca-se agora a ser irradiada e a perder o título olímpico alcançado em Londres.

Ler mais